Últimas Postagens

Recepção do Cliente no Pós Operatório


Os cuidados de enfermagem no pós-operatório são aqueles realizados após a cirurgia até a alta.

Visam ajudar o recém operado a normalizar suas funções com conforto e da forma mais rápida e segura...

Incluímos nesses cuidados o preparo da unidade para receber o paciente internado.



Observação: nos hospitais que possuem no centro cirúrgico sala de recuperação, pós-anestésica, recebem os pacientes nestes locais imediatamente após a cirurgia dando-lhes assistência até a normalização de reflexos e sinais vitais.

Só posteriormente esse paciente é encaminhado a unidade onde estão internados.

Cuidados no preparo da unidade visa equipa-la para o recebimento do paciente operado, a fim de proporcionar-lhe conforto, segurança e rápido atendimento. Esse preparo é feito após o encaminhamento do paciente para a sala operatória.



Cuidados

-  Promoção da limpeza e ordem de todo o ambiente.
-  Arrumação da cama “tipo operado”.
-  Limpeza e arrumação da mesa de cabeceira.
-  Trazer suporte de soro e coloca-lo ao lado da cama.
-  Deixar oxigênio com equipamento completo.

Atendimento de enfermagem no pós-operatório

Ao receber o paciente no quarto.

-  Transporta-lo da maca para a cama com o auxilio de outros funcionários.
-  Manter a cama em posição horizontal.
-  Cobri-lo e agasalha-lo de acordo com a necessidade.
-  Verificar no prontuário o tipo de anestesia e cuidados;
-  Enquanto estiver semiconsciente, mantê-lo sem travesseiro com a cabeça voltada para o lado.
-  Observar o gotejamento do soro e sangue.
-  Observar estado geral e nível de consciência.
-  Verificar o curativo colocado no local operado, se esta seco ou com sangue.
-  Restringi-lo no leito com grades para evitar que caia.
-  Se estiver confuso, restringir os membros superiores para evitar que retire soro ou sondas.
-  Observar sintomas como: palidez, sudorese, pele fria, lábios e unhas arroxeados, hemorragia, dificuldade respiratória e outros, porque podem ocorrer complicações respiratórias e circulatórias.
-  Controlar, pulso, temperatura, respiração e pressão arterial.
-  Fazer anotação na papeleta.
-  Ler a prescrição medica, providenciando para que seja feita.
-  Qualquer sintoma alarmante deve ser comunicado imediatamente.





Nas horas em seguida:

-  Ao recuperar totalmente a consciência avisa-lo do lugar onde esta e que esta passando bem.
-  Periodicamente, controlar sinais vitais e funcionamento de soro e sondas.
-  Promover comodidade no leito.
-  Medica-lo para dor, quando necessário.
-  Movimenta-lo no leito, de decúbito.
-  Verificar e estimular a aceitação da dieta.  

Complicação pós-operatórias

Dor: é um dos primeiros sintomas a surgir no pós-operatório.O auxiliar neste caso deve administrar o medicamento analgésico comunicar o fato a enfermeira, fazer anotação sobre a dor e sobre as providencias tomadas.

Vômitos: pode haver nas primeiras 24 horas o auxiliar deve colocar o paciente com a cabeça voltada para o lado e avisar a enfermeira, administrando o medicamento se houver prescrição.Fazer anotação.

Sede: para evitar o ressecamento da boca, deve-se umedece-la com água e lubrificar os lábios com vaselina.

Complicações pulmonares:

As mais comuns são: pneumonia e embolia pulmonar. Para prevenir o aparecimento dessas complicações o auxiliar deve:

-  Movimentar o paciente no leito.
-  Força-lo a tossir.
-  Ensina-lo a realizar exercícios respiratórios.
-  Estimular deambulação.

Complicação urinarias:

Podem ocorrer:

-  Infecções urinarias.
-  Retenção urinaria.
-  Anuria.

No ato de retenção urinaria, deve-se estimular a micção pelos seguintes meios:

-  Compressa de éter sobre a bexiga.
-  Abrir a torneira mais próxima.
-  Sondagem vesical de alivio em ultimo caso.

Complicações gastro intestinais:

Pode ocorrer obstrução intestinal, por isso o numero e aspecto da evacuação deve ser sempre anotada.

Complicações da ferida operatória

As mais freqüentes são:

-  Hematoma ocorre por haver uma hemorragia oculta na ferida.Quando é grande, pode interferir no processo de cicatrização.
-  Infecção ocorre devido a diversos fatores, inclusive devido a curativo mal feito.

Rotura ou deiscência

É uma abertura que ocorre na ferida operatória, que ocorre devido à infecção ou grande distensão abdominal.

Retirada de pontos

A cicatrização é um processo que ocorre de dentro para fora.

Pode ocorrer sem nenhum problema (primeira intenção), apresentar dificuldade para cicatrização imediata (segunda intenção) ou ainda necessitar de uma nova sutura (terceira intenção).

A retirada de pontos é feita geralmente no sétimo dia após a cirurgia ou nos dias posteriores.

Material necessário:

-  Pinça anatômica
-  Tesoura
-  Bisturi ou gilete
-  Gases
-  Anti-sépticos
-  Esparadrapo

Procedimento

-  Observar as condições da ferida
-  Retirar pontos alternados e se não houver problemas retirar o restante