Faça como Milhares de Outras Pessoas, Cadastre-se e Receba Atualizações Diretamente em seu e-mail!

Código de Ética da Enfermagem





Enfermagem

O código de ética do Profissional de Enfermagem é um conjunto de normas éticas, que é formado por artigos, e visa aprimorar o comportamento ético do profissional, ele esta organizado por assuntos e inclui alguns princípios tais como: direitos, responsabilidades, deveres e proibições pertinentes à conduta ética. O código de ética surgiu pela Assembléia Geral das Nações Unidas em 1948 e em 1949 foi adotado pela convenção de Genebra da Cruz Vermelha e passou por muitas outras conferencias sofreu uma reformulação em Tóquio em 1975 e no Brasil uma resolução em 1976 do CNS. Em 1996 o código foi reformulado pelo Ministério da saúde. E atualmente vigora o código reformulado que entrou a partir de 2007. Essa trajetória de reformulação foi coordenada pelo Conselho Federal de Enfermagem o (COFEN), com a participação dos Conselhos Regionais de Enfermagem (COREN). O código de ética leva em consideração tanto as necessidades quanto os direitos de assistência em Enfermagem da população, os interesses do profissional e de sua organização...

O Código de Ética do enfermeiro foi desenvolvido como um guia para a realização das responsabilidades de enfermagem de uma forma consistente com a qualidade da assistência de enfermagem e os deveres ontológicos da profissão. Não é negociável, em qualquer configuração nem é objeto de revisão ou alteração exceto por processo formal do COFEN. Os profissionais de enfermagem em todo o mundo devem seguir rigorosamente o código de ética da enfermagem. O código de ética, ajuda os enfermeiros nas práticas de enfermagem e também a lidar com todos os desafios éticos que surgem no decorrer do exercer da sua profissão nas comunidades, famílias, indivíduos e outros sistemas de saúde pública.
Qualquer profissional na área de enfermagem que desobedecer ao código de ética pode levantar desconfianças para com ele e com toda a sua equipe. O profissional de enfermagem deve estar apto a realizar o seu trabalho de maneira clara e eficiente, para que mesmo o paciente com problemas mais graves ele possa ter tranqüilidade para o procedimento ser realizado, não agravando ainda mais o quadro de saúde do mesmo.
Um profissional da área de enfermagem despreparado pode por sua vez, provocar angústia e argumentação entre os membros do respectivo centro de saúde e tem efeitos negativos sobre o seu funcionamento. Mesmo uma única desobediência de qualquer membro pode deixar uma mancha em todos os seus colegas de trabalho.
Conclusão O código de ética em enfermagem significa não só um empenho mais também um compromisso com a dedicação das pessoas envolvidas nesta missão de misericórdia. As pessoas com deficiência, os idosos, os jovens e os fracos ficam à mercê de profissionais envolvidos nas artes de cura e os enfermeiros são fundamentais para recuperação e reabilitação dessas pessoas mais necessitadas.
Esta é realmente uma grande honra, e os enfermeiros devem respeitar a confiança e a crença impostas sobre eles pelo público e não medir esforços fazendo o seu melhor para os pacientes.
Objetivo do Código de Ética
O código de ética da enfermagem fornece orientação para a responsabilidade do profissional em: relacionamentos, comportamentos e o mais importante, a tomada de decisões. O Código de Ética deve ser utilizado em combinação com as normas existentes, regulamentos e leis.
O código de ética na enfermagem são normas a serem cumpridas pelos os profissionais de enfermagem, tendo a essência e a preocupação com o cuidar, da enfermagem e tendo o empenho em melhorar a qualidade em prestar assistência.
O código de ética da enfermagem serve para indicar os comportamentos mais adequados e os que devem ser evitados, para que a categoria profissional não seja socialmente comprometida com negligencias.
Há um propósito por trás do Código de Ética
  • Todos os profissionais de enfermagem devem manter o sigilo profissional.
  • Todos os profissionais de enfermagem devem respeitar o código de ética.
  • O bem-estar e segurança devem ser sempre prioridade. Os enfermeiros devem se empenhar para fazer sempre o melhor, estabelecendo uma relação de confiança e segurança.
O profissional de enfermagem atua na promoção, prevenção, recuperação, e reabilitação da saúde. Participa de ações que visem as necessidades de saúde da população e dos princípios políticos que garantam a universalidade de acesso aos serviços de saúde.
Enfermagem é um reflexo da ética herança orgulhosa, um guia para os enfermeiros, agora e no futuro. Reúne normas e princípios, direitos e deveres, pertinentes a consulta, e deve ser assumido por todos. Leva em consideração a necessidade e o direito de assistência de enfermagem a população, os interesses do profissional e de sua organização. Está centrado na clientela e pressupõe que os agentes de trabalho da enfermagem estejam aliados aos usuários na luta por uma assistência de qualidade sem riscos e acessível a toda a população.

Obs: conteúdo retirado no site Ebah  


 

 
Enfermagem a profissão do cuidar