Últimas Postagens

Limpeza hospitalar





A disseminação de vírus, de microbactérias e de diversos fungos se dá através do ar, da água e das superfícies inanimadas. A limpeza e a desinfecção com um desinfetante são eficazes e reduz a infecção cruzada, veiculada pelo ambiente. A limpeza hospitalar é uma das medidas eficazes de prevenção e controle para romper a cadeia epidemiológica das infecções. 

Para melhorar a eficiência da água na remoção da sujeira adicionam-se a ela substâncias, como o sabão ou detergente, de tal modo que ela se espalhe, promovendo o contato mais íntimo com a superfície a ser limpa.


As paredes, janelas, portas e tetos têm pouca relação com a transmissão de infecção hospitalar. A limpeza de rotina é necessária, mas não exige uma freqüência tão grande como o piso, o mobiliário e os equipamentos. Deve ser estabelecida uma rotina de limpeza periódica, de acordo com a área hospitalar em que se encontram e sempre que houver sujidade visível.

A principal finalidade do Serviço de Higienização e Limpeza é preparar o ambiente, manter a ordem, proporcionando maior segurança favorecendo o bom desempenho das ações a serem desenvolvidas, melhorando assim, a qualidade dos serviços, além de proporcionar um ambiente limpo e agradável.


Tipos de Limpeza:

Limpeza Concorrente: é realizada diariamente, ou quando necessário, em todas as unidades, inclusive na presença de pacientes.

Limpeza Terminal: é realizada após alta, óbito ou transferência do paciente. Tem por finalidade a redução da contaminação do ambiente, bem como a preparação segura e adequada para receber um novo paciente.

Desinfecção Concorrente: é realizada após contaminação com material orgânico (fezes, urina, vomito, sangue, secreções).

Desinfecção Terminal: é realizada após limpeza terminal quando da alta, óbito ou transferência do paciente.

Vamos abordar aqui, a Limpeza Concorrente!

Material:
- Compressas.
- Sabão líquido.
- Luvas de procedimento.
- Bacia com água.

Descrição da Técnica:
  • Iniciar a limpeza após a arrumação da cama.
  • Orientar o cliente e/ou o acompanhante o que será realizado.
  • Colocar água limpa na bacia, acrescentando o sabão líquido em pouca quantidade.
  • Calçar as luvas de procedimento.
  • Umedecer a compressa, iniciando a limpeza dos mobiliários (mesa de cabeceira, mesa de refeição e cabeceira, grades e pés do leito).
  • Iniciar sempre da área mais limpa para a mais suja.
  • Utilizar movimento único e amplo, em um só sentido, para a limpeza de todas as superfícies.
  • Do mais distante para o mais próximo.
  • Do fundo para a porta.
  • Se ficar resíduos do sabão, remover com outra compressa úmida.
  • Evitar molhar o chão.
Em algumas situações, pode-se substituir a água e o sabão pelo álcool a 70%, facilitando e agilizando a higiene.
A limpeza concorrente deve ser feita também no posto de enfermagem e expurgo para manter o ambiente de trabalho limpo e agradável, evitando a proliferação dos germes e bactérias.