Últimas Postagens

Nova Diretriz para Hipertensão Arterial 130/80 mmHg


As mudanças foram anunciadas nos EUA na conferência Sessões Científicas de 2017 da Associação Americana do Coração, em Anaheim, Califórnia. A hipertensão arterial agora é definida em leituras a partir de 130 mmHg para a aferições da pressão arterial sistólica, ou a partir de 80 para a medição diastólica.

Esta redefinição, deve-se pelo motivo de que uma pessoa que chega a 130/80 tem os riscos de complicações cardiovasculares dobrados em comparação aquelas que têm nível normal de pressão arterial.

Com esta mudança a Associação Americana do Coração acredita que a doença seja tratada mais cedo, quando atinge 130/80, e não mais o limite anterior, que era 140/90.

A mudança, a primeira a ser feita em 14 anos, significa que 46% dos adultos dos EUA, muitos deles com menos de 45 anos, agora serão considerados hipertensos. De acordo com a orientação anterior, 32% dos adultos dos EUA apresentavam hipertensão arterial.


Portanto: Passa a ser considerada hipertensão arterial sistêmica a presença de PAS ≥ 130 mmHg e/ou PAD ≥ 80 mmHg.

Ter o diagnóstico da nova hipertensão não significa que uma pessoa precise tomar medicação, mas que "é uma luz amarela" que indica que "você precisa baixar sua pressão arterial, principalmente com abordagens não medicamentosas". 

Tratamento:

A decisão de COMO e QUANDO como iniciar o tratamento com medicamentos não se baseia no valor da Pressão Arterial, mas sim no cálculo do risco cardiovascular pelo escore global de Framingham, chamado “ASCVD risk calculator”.

O alvo terapêutico é uma PA < 130/80 mmHg, sendo que em pacientes de alto risco cardiovascular é feita menção especial que o alvo pode ser < 120/80 mmHg caso haja boa tolerância ao tratamento medicamentoso. Por outro lado, situações especiais podem indicar como alvo o antigo < 140/90 mmHg, sendo citado na diretriz os casos com escore global < 10% e/ou AVC/AIT recente.

É recomendado o início de terapia combinada (2 anti-hipertensivos) se HAS estágio 2 e/ou se a PA medida estiver acima da meta em mais de 20/10 mmHg (sistólica/diastólica). Em idosos, considere “pegar mais leve” devido ao risco de hipotensão postural e quedas.

Os fármacos de primeira linha permanecem os mesmos (tiazídico; iECA ou BRA; e BCC), mas é enfatizada a maior eficácia de tiazídicos e bloqueadores dos canais de cálcio (BCC) em negros.



O tratamento não farmacológico não veio com muitas novidades, mas sim ênfase e maior precisão no que está sendo recomendado:

- Aumentar ingestão frutas, vegetais, laticínios desnatados e grãos. Reduzir gordura saturada.
- Perder peso: Cada 1 kg de peso perdido reduz a PA em 1 mmHg. Isso é tão ou mais importante do que atingir peso ideal.
- Restrição de sódio: < 1500 mg/dia, podendo ser <1000 mg/dia em casos selecionados.
- Aumento ingestão de potássio: 3500-5000 mg/dia.
- Atividade física diária;
- Redução consumo álcool: < 2 drinks/dia homem e 1 drink/dia mulher.

Urgência e emergência hipertensiva

As emergências hipertensivas foram mantidas como a elevação da PA > 180/120 mmHg ASSOCIADA a lesão aguda de órgão-alvo. É este cenário que exige internação e controle rápido da PA.

Por outro lado, urgência hipertensiva fica caracterizada por elevação > 180/120 mmHg na ausência de lesão aguda e/ou piora de lesão em órgão-alvo. Na maioria das vezes, está associada a má adesão ao tratamento e ansiedade e a diretriz corrobora o tratamento ambulatorial destes casos!


Referências:

A pressão arterial em 130 é a nova diretriz. Disponível em: http://www.knobel.com.br/2017/11/16/a-pressao-arterial-em-130-e-a-nova-moda-de-acordo-com-a-primeira-atualizacao-das-diretrizes-feita-em-14-anos/ Acesso em 18 de Fev. 2018.

EUA redefinem diretrizes para hipertensão arterial. Disponível em: https://gauchazh.clicrbs.com.br/saude/noticia/2017/11/eua-redefinem-diretrizes-para-hipertensao-arterial-cj9zfixs800gm01qywyizj3zx.html Acesso em 18 de Fev. 2018.

GISMONDI, Ronaldo. Nova diretriz sobre hipertensão da AHA muda definição para HAS; veja os keypoints. Disponível em: https://pebmed.com.br/nova-diretriz-sobre-hipertensao-da-aha-muda-definicao-para-has-veja-os-keypoints/ Acesso em 18 de Fev. 2018.