Últimas Postagens

16 receitas caseira para Diabetes (Eficaz e Fácil de Fazer)



Remédios caseiro fáceis de fazer para Diabetes e que ajudam a manter a taxa de glicose controlada. A diabetes é uma doença que afeta a forma de como o corpo usa a glicose; o pâncreas produz insulina, mas ele não funciona como deveria, e isso faz com que os níveis de açúcar (glicose) subam muito.

Com dicas simples e alimentos naturais, muitas pessoas conseguem regular os níveis de glicose naturalmente.


Abaixo estão 16 receitas caseiras e naturais para controlar a diabetes:

Maracujá (farinha de maracujá):
A farinha da casca de maracujá é rica em pectina, um tipo de fibra solúvel que atua na redução da absorção da glicose no sangue. Recomenda-se ingerir de 02 a 03 colheres de sopa antes das principais refeições (almoço e janta).

Chá de Pata de Vaca (planta medicinal):
Ferva 02 folhas desta planta medicinal e deixe descansar por pelo menos 10 minutos, beba o chá pelo menos 3 vezes por dia, antes das refeições. Essa planta possui uma proteína que atua de forma semelhante a insulina no corpo (Leia o artigo sobre Cuidados com o pé do diabético).

Chá da casca de cebola:
Descasque a cebola, e com a casca faça chá que regulariza os níveis de glicose no sangue. Pesquisas recentes confirmam que as cascas das cebolas fornecem uma fonte excepcionalmente rica de compostos de plantas. Esses compostos sãos os famosos flavonoides, mais especificamente a quercetina, um poderoso composto antioxidante e anti-inflamatório. A quercetina é um flavonoide natural que possui propriedades anti-inflamatórias, anticarcinogênicas,  antivirais, anti-histamínicas e com benefícios cardiovasculares. Além disso, também exerce forte influência na inibição de cataratas em diabéticos. A cebola tem poder depurativo que ajuda a limpar o sangue e possui uma substância muito parecida com o hormônio insulina.

Quixaba (planta medicinal):
Ótima para dar energia, também ajuda no controle da glicose no sangue. O preparo é bem simples, cozinhe as folhas por cerca de 15 minutos, deixe repousar a efusão por mais 10 minutos e depois é só coar e tomar de 2 a 3 vezes ao dia (Leia o artigo sobre Aplicação de insulina e os cuidados de enfermagem).

Chá de erva mate:
Beber regularmente chá de erva-mate reduz os lipídios (gordura no sangue), níveis de glicose, hemoglobina e colesterol LDL, combinado com uma alimentação correta.

Óleo de coco:
Ajuda a regular a glicose no sangue, já que pessoas com diabetes são resistentes à insulina onde sua glicose não é convertida em energia. Duas colheres de sopa já bastam para sentir os excelentes benefícios do óleo de coco para diabetes. O óleo de coco não cura diabetes. Assim como muitos outros alimentos, o óleo de coco é um forte aliado no controle natural do diabetes.

Alho:
O alho deve ser consumido cru, pois, após ser aquecido ou transformado, perde ou transforma suas propriedades benéficas. Pode-se também tomar a água de alho, enchendo um copo de água e acrescentando um dente de alho picado. Tome esta água aos goles durante o dia, acrescentando mais água. Ao fim do dia, descarte o alho. O uso excessivo ou em dose elevada do alho pode causar má digestão e irritabilidade da mucosa gástrica (Leia também Novos subgrupos de Diabetes do Adulto (Nova Nomenclatura Proposta).

Amoras:
Muito rico em fibras, vitaminas e minerais, o chá das folhas de amora, reduz e trata diversas doenças (diabetes, colesterol alto, regulariza a taxa glicêmica do sangue, dores de cabeça, enxaqueca e insônia). Coloque 01 litro de água para ferver e adicione 03 folhas de amora, ferva por 05 minutos, deixe esfriar e beba. A quantidade a ser tomada é de 03 xícaras ao dia. Apenas para o uso do chá seu consumo deve ser moderado e como todo medicamento, deve ter acompanhamento médico.

Nabos:
Os nabos também diminuem a quantidade de açúcar no sangue e podem ser consumidos em forma de salada ou recheio.

Chá de Poejo:
O chá de poejo tem efeito redutor de açúcar do sangue, atua sobre a insulina, melhorando sua ação no corpo. O poejo também é rico em zinco e em cromo: o zinco estimula a produção da insulina e o cromo faz com que sua ação no corpo seja melhorada.

Chá de Carqueja:
O chá da planta carqueja também é indicado para o tratamento da diabetes e deve ser ingerido todos os dias para resultados satisfatórios. Contudo, sua ingestão deve ser moderada, pois se consumido em excesso possui alguns efeitos colaterais, como hipotensão, hipoglicemia e redução da imunidade. Além disso, seu uso durante a gravidez ou período de amamentação é restrito, devendo ser acompanhado pelo médico.

Chá de Jucá:
Outra planta medicinal que é muito usada no tratamento da diabetes é a jucá, que deve ser consumida em forma de chá e é recomendado que se tome duas xícaras de chá ao dia. Entretanto, há algumas pessoas que não devem fazer uso desse tratamento, como as mulheres grávidas e as que estão amamentando, além das mulheres que estiverem em período menstrual.

Stévia:
A stévia rebaudiana também é uma aliada no tratamento da diabetes, sendo uma opção ao uso do açúcar refinado. Além disso, um dos fatores importantes da stévia é seu auxílio na regulagem dos níveis de glicose no organismo. A ingestão da stévia pode ser feita através de comprimidos ou de infusões (Leia também o artigo sobre as Novas Diretrizes para diabetes, ADA 2017).

Canela:
Um ingrediente muito conhecido e que tem seu papel no tratamento para diabetes é a canela. Ela atua na melhora das taxas de açúcar e tem a vantagem de poder ser consumida como tempero em vários pratos.

Quiabo:
O quiabo ajuda a diminuir a absorção de açúcares ingeridos e, por isso, também diminui os níveis de glicose. Os estudos apontaram que a baba do quiabo tem alto teor de fibras e uma dieta rica em fibras diminui a absorção de carboidratos (açúcares), controla os níveis da glicemia e aumenta a sensação de saciedade.

Batata Yacon:
Conhecida como insulina natural, a batata yacon para diabetes é uma ótima alternativa para controlar a diabetes. É um poderoso amido resistente, tudo porque ele resiste as enzimas digestivas. Além disso, estimula uma atividade intestinal desacelerando o esvaziamento gástrico e gerando uma maior saciedade. A batata Yacon deverá ser consumida como uma fruta, de forma crua, e não frita (também pode ser consumida cozida ou assada).


Entretanto, é bom lembrar que a princípio os tratamentos naturais não substituem os tratamentos tradicionais e que os remédios prescritos pelo médico e não devem ser abandoados sem a sua avaliação. Além disso, o médico deve ser informado sobre o uso desses remédios naturais para tratar diabetes.