Últimas Postagens

Planejamento de Carreira do Enfermeiro


Enfermeiro, você já planejou sua carreira? Qual a importância de realizar um planejamento para sua vida profissional?

Acredito que todo enfermeiro é especialista em planejamento: planeja cuidado de enfermagem, identifica e cria pontos de melhoria e planeja ações, planeja seu dia e sua rotina no trabalho... E quanto ao futuro profissional?


É comum que logo após a saída da faculdade o enfermeiro inicie em uma área que não foi escolhida por ele, mas sim onde lhe foi dada a primeira oportunidade. Não há nada de errado nisso, pelo contrário, enfrentar desafios é estimulante. A questão é se após esse período de adaptação ao mercado de trabalho há a visão das áreas que existem e como deseja que seja sua carreira.

Essa falta de visão de futuro e planejamento é um dos principais motivos de insatisfação profissional. Pode não ser percebido de maneira clara, mas está camuflado em frases do tipo: "não aguento mais ficar na assistência", "não tenho vida social ao trabalhar aos finais de semana", "estou cansado de trabalhar em dois empregos", "a chefia me persegue e não tenho chance de promoção por isso trabalho infeliz".
Quando deixamos que o acaso domine nossa vida, o resultado é fazermos o que não gostamos, ou nos mantermos por muito tempo em situações que não nos agradam. O resultado disso é insatisfação profissional e algumas vezes se estendendo ao âmbito pessoal. Para gerar satisfação é necessário criar as circunstâncias que nos levarão até lá.

Existe uma pergunta clássica para fazermos a primeira análise sobre o caminho que temos percorrido: O que você deseja estar fazendo daqui cinco anos? Talvez você pretenda estar atuando como gestor, ou como professor, ou como empreendedor...

Uma coisa é certa, precisamos saber quais são nossas habilidades e o que nos faz feliz, ou seja, o autoconhecimento é importante nesse momento de planejamento. Vou citar um exemplo: um enfermeiro muito "cansado" da assistência decide fazer pós graduação em auditoria, porém não avalia a possibilidade de diminuir a interatividade devido o trabalho ser focado em análise de prontuários. Será que ele se sentiria realizado e o trabalho seria prazeroso? Depende dos seus valores e do seu perfil. Algumas pessoas precisam de movimento e conexão com o cliente enquanto outras nem tanto.

Saber onde queremos estar no futuro e termos conhecimento dos valores que carregamos garante decisões assertivas, economia de tempo e dinheiro. Deixo a seguir algumas perguntas que ajudam a definir o objetivo: (sugiro que pegue um papel e escreva, isso gera muitas idéias!)

1. Qual é seu maior objetivo profissional?
2. Como você quer ser reconhecido como enfermeiro?
3. Como você quer estar daqui a cinco anos? E dez anos?
4. Do que você mais gosta na área da enfermagem? Por exemplo: contato com o paciente, transmitir conhecimento, implementar novas ações, liderar, agitação e imprevistos, organização, milhões de equipamentos...
5. O que é preciso para você se capacitar profissionalmente para atingir a meta de cinco anos? (curso, especialização, MBA, domínio de outro idioma, mestrado, doutorado...)

Cada vez que tomamos uma decisão estamos redefinindo nosso caminho. E essas escolhas nos aproximam ou afastam do nosso destino desejado. Busque escolhas que vão de encontro com seu propósito e você vai se sentir pleno e realizado.

Contribuiu com este Artigo:



Talita Barbi
Enfermeira há 15 anos (residência em Pneumologia e cursando Gestão da Qualidade) e Coach para Profissionais da Área da Saúde (desenvolvimento de liderança, planejamento de carreira e auxílio em processos seletivos)
Site: www.healthcoaching.com.br
Linkedin: www.linkedin.com/in/talitabarbi
Instagram: talita_barbi
FaceBook: www.facebook.com/talitabarbicoach/