Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2019

Problemas de saúde provocados pelo calor

O calor excessivo é capaz de provocar muitas doenças. As oscilações térmicas estão abalando a saúde da humanidade. Recentemente um estudo da revista científica The Lancet, revelou que cerca de 7,7% das mortes no mundo podem ser creditadas ao sobe e desce dos termômetros. 
As temperaturas altas e a umidade caminham de mãos dadas, condições ideais para a proliferação de micro-organismos que provocam doenças e sua disseminação, seja pelas condições de desenvolvimento dos vetores que transmitem as doenças, seja pela época em que - com viagens, férias, festas - os cuidados são relaxados.

Conheça alguns problemas que podem ser causados pelo CALOR:
Desidratação Ingerir pouca água e suar bastante leva a perda de líquidos e sais minerais e a complicações como tontura, queda de pressão e até morte. Afeta sobretudo crianças e idosos.
Doenças infecciosas Aumenta a transmissão de vírus por mosquitos (dengue, zika), bem como de males ligados às chuvas e à contaminação da água, como hepatite A e leptospir…

Estudo liga bactéria da boca ao Alzheimer

A doença de Alzheimer pode ter relação com uma bactéria causadora de infecção bucal. A conexão, que parece pouco provável, é a conclusão do estudo realizado por um grupo internacional de cientistas. A pesquisa abre caminho para novas investigações que associem agentes infecciosos à doença neuro-degenerativa – que afeta aproximadamente 1,2 milhão de brasileiros. A bactéria se prolifera diante da periodontite, doença que afeta tecidos ao redor dos dentes. O nome da bactéria é Porphyromonas gingivalis.

HPV: Transmissão, Sintomas, Diagnóstico e Tratamento

O HPV é o agente causador de uma infecção sexualmente transmissível (IST), vulgarmente conhecida como “crista de galo” que se exterioriza pelo aparecimento das verrugas nos genitais masculinos e femininos.
A infecção por HPV está entre as principais doenças sexualmente transmissíveis, além disso, ele está frequentemente relacionado ao desenvolvimento do câncer cervical e verruga condilomatosa. Recentemente foram elaborados dois tipos de vacinas contra o HPV, a vacina profilática e a terapêutica e atualmente a quadrivalente. Os adolescentes e jovens, em função das modificações biológicas, tornam-se vulneráveis a infecção pelo HPV.

Histeroscopia - Ressecção de Pólipos

Considerada padrão-ouro para a visua¬lização direta da cavidade uterina e do canal endocervical, a histeroscopia também possibilita o tratamento de diversos tipos de doenças benignas localizadas nessas regiões. 
Histeroscopia diagnóstica:
Pode ser realizada em ambulatório hospitalar ou no consultório médico, indicada para identificar e investigar possíveis alterações intra-uterinas. Trata-se de um exame simples, utilizado para visualização e inspeção do interior da cavidade uterina.
Entre os problemas que a histeroscopia pode diagnosticar está a infertilidade. Com o exame, o médico consegue perceber, por exemplo, alterações nos ovários, ou no próprio útero. É possível ainda localizar e verificar pólipos, miomas, aderências uterinas e hemorragias.

Incontinência urinária

A incontinência urinária é a perda involuntária da urina pela uretra. Distúrbio mais frequente no sexo feminino, pode manifestar-se tanto na quinta ou sexta década de vida quanto em mulheres mais jovens. Mulheres são mais predispostas do que homens. Entre os idosos que vivem em casas de repouso pelo menos 50% apresentam incontinência urinária.
Normalmente existe uma perfeita coordenação entre a bexiga e o esfíncter (músculo que funciona como uma válvula que fecha a uretra, impedindo a saída da urina). A maioria das pessoas possui completo controle sobre esse processo, permitindo o enchimento da bexiga entre 400 ml e 500 ml, sem que ocorram perdas urinárias. Na fase de enchimento, a bexiga está relaxada e o esfíncter contraído. Na fase de esvaziamento da bexiga, é necessária uma perfeita coordenação entre a contração do músculo da bexiga e o relaxamento do esfíncter. Esta coordenação é chamada de sinergismo vesicoesfincteriano.

Fibrose Hepática

A fibrose hepática é o processo de cicatrização que representa a resposta do fígado a lesões. Da mesma forma que a pele e outros órgãos cicatrizam suas feridas através da deposição do colágeno e outros constituintes da matriz extracelular, o fígado repara as lesões por meio da deposição de mais colágeno. Ao longo do tempo este processo pode resultar na cirrose hepática, na qual a organização arquitetônica das unidades funcionais do fígado fica tão prejudicada que o fluxo de sangue pelo fígado e as funções hepáticas também ficam prejudicados. Uma vez que a cirrose tenha se desenvolvido, podem ocorrer as graves complicações da doença, incluindo hipertensão portal, insuficiência hepática e câncer hepático.

Mamografia

MAMOGRAFIA CONVENCIONAL
A mamografia é um tipo específico de radiografia das mamas capaz de revelar a existência de sinais precoces do câncer de mama, antes mesmo que as lesões sejam palpáveis. O exame também pode ajudar a verificar a necessidade de tratamentos intensivos para os tumores e na conservação da mama, caso seja necessária uma cirurgia. O exame de mamografia é realizado com um mamógrafo (aparelho de raio X), onde a mama é comprimida de forma a oferecer imagens de alta qualidade para um melhor diagnóstico. A compressão das mamas é necessária para que o exame seja efetivo, e o eventual  desconforto que pode gerar é totalmente suportável.

A importância do ensino de Farmacologia para a Graduação em Enfermagem

Apresentamos uma pequena abordagem sobre o ensino de farmacologia, simplificando a linguagem, de cada aspecto e ações subsequentes da droga no organismo assim como a importância do estudo para o enfermeiro e sua equipe. Assim como todas as disciplinas com suas teorias e técnicas para o exercício da enfermagem, a farmacologia tem um lugar de destaque, já que os resultados da interação das drogas pode advir da relação entre o ensino da terapêutica aliada á profilaxia. 
Sendo assim, não se pode frequentar uma instituição de saúde com o conhecimento geral das drogas baseado no empirismo. Sabemos que administrar medicamentos consiste nas atribuições desenvolvidas pela equipe de Enfermagem, que por lei assume o dever jurídico de responder pelos procedimentos sempre que estes atos violem os direitos de terceiros, se justificando negligencia, por isso exige técnica e cientificidade no fazer.