Pular para o conteúdo principal

Postagens

Acesso venoso periférico: Técnica, Estabilização e tipo de Curativo

A punção venosa periférica é certamente o procedimento mais realizado nos atendimentos de emergências, além de ser o procedimento invasivo mais comum realizado pela enfermagem. Pelo menos 90% dos pacientes hospitalizados necessitam, em algum momento de um acesso venoso para realização de terapia intravenosa.
É a via de administração de medicação diretamente nas veias, nela é possível fazer medicação em grande quantidade e aquelas que pela via oral não são possíveis de administrar. São dois tipos: acesso venoso periférico, que é a inserção de um cateter nos membros (braço, mão, perna, etc.) e acesso venoso central, este é utilizado em pacientes que necessitam de grandes quantidades de medicamento e soro - é uma via calibrosa para infusão de algumas medicações específicas, como quimioterapia, dieta parenteral.

Acesso venoso periférico (membros):
O acesso venoso periférico pode ser puncionado por enfermeiros, técnicos de enfermagem e médicos. As vias de acesso preferenciais são as veias dos…

Traumatismo Crânio Encefálico (TCE)

O traumacranioencefálico (TCE) consiste em lesão física ao tecido cerebral que, temporária ou permanentemente, incapacita a função cerebral. Embora ocorra em questão de segundos, seus efeitos perduram por longos períodos sobre a pessoa, seus familiares e a sociedade. O diagnóstico é suspeitado clinicamente e confirmado por imagens (primariamente tomografia computadorizada). 
Lesões traumáticas são a principal causa de morte de pessoas entre 5 e 44 anos no mundo, e correspondem a 10% do total de mortes. No Brasil, os dados não são diferentes e as ocorrências aumentam a cada ano. O TCE é responsável por altas taxas de mortalidade, sendo mais prevalente em jovens do sexo masculino, tendo como principal causa os acidentes com meios de transporte. Estima-se que mais de um milhão de pessoas vivam com sequelas neurológicas decorrentes do TCE. Apesar da sua alta prevalência e taxas de incidência em constante elevação, estudos epidemiológicos permanecem escassos. 
As lesões abertas envolvem pene…

Cientistas dos EUA dão grande passo para cura da AIDS

A síndrome da imunodeficiência adquirida (aids) é uma doença do sistema imunológico, causada pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), que torna uma pessoa mais propensa às doenças oportunistas e, até mesmo, ao câncer do que outra, cujo sistema imunológico esteja saudável. 
As principais vias de transmissão do HIV são as relações sexuais desprotegidas, as transfusões com sangue contaminado, o compartilhamento de seringas entre usuários de drogas injetáveis e a disseminação de mãe para filho, durante a gravidez, parto ou amamentação.
Apesar da evolução no tratamento com antirretrovirais e das campanhas preventivas, os números atuais sobre a doença apontam que a aids ainda é um grave problema de saúde pública global.
Dados do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) mostram que 36,7 milhões de pessoas em todo o mundo vivem com HIV e quase dois milhões seriam infectados no mesmo ano.
Cientistas da Universidade Temple, nos EUA, conseguiram remover o genoma do HIV das cél…

A relevância da Anamnese e as dimensões técnicas e subjetivas no exame físico assistencial de Enfermagem

O trabalho ou exercício profissional é determinante do espaço social das profissões, as quais se inserem na multidimensionalidade desse espaço social que é complexo e exigente. A enfermagem é uma profissão crucial para a construção de uma assistência qualificada à saúde, cuja metodologia de trabalho deve ser clara, prática e coerente com a realidade local (BITTAT, PEREIRA, LEMOS 2006).
Há uma crescente preocupação por parte dos profissionais de saúde por busca de conhecimentos teórico, técnico e científicos, diante das responsabilidades na assistência aos pacientes, familiares e comunidades. Segundo Paula (2005), Souza e Barros (1998) apresentam as etapas do processo de enfermagem em seu histórico a anamnese e exame físico, diagnostico de enfermagem, prescrição de enfermagem, evolução de enfermagem como o plano de alta, sendo como instrumento que norteia a assistência permitindo a realização do diagnostico e planejamento das ações de Enfermagem, bem como avalição e evolução do paciente…

Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem (CEPE): Aliado ou Inimigo?

Um subsídio legal à profissão e que dispõe acerca dos direitos, deveres, proibições e penalidades aos enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. Percebemos o quão ainda é pouco explorado e conhecido por nossa categoria. Somos respaldados por uma poderosa “arma”. A Resolução COFEn nº 564/2017 deu cara nova ao CEPE e o tornou mais claro, conciso e objetivo. Nossa profissão, frequentemente, é estampada nos meios de comunicação, infelizmente quase sempre de forma negativa. Circunstâncias que nos levam a refletir como um profissional, que dedicou seu tempo e disposição a estudar assuntos, por vezes, complexos em seus cursos de formação, se sujeitam a praticar atos que denigram e manchem sua imagem enquanto profissional? E o que não dizer daqueles que não tomam partido da sua autonomia, e insistem em querer cultivar uma “mesquinharia profissional”, limitando-se à simples execução de tarefas demandadas, sem o mínimo de senso crítico, pautado nos argumentos técnico-científicos? Quem ma…

Rastreabilidade de OPME (órtese, prótese e materiais especiais) - DMI (dispositivos médicos implantáveis).

Cadê a etiqueta? A Embalagem sumiu! E agora o convênio vai glosar! Mas é só um simples papel, pra que tudo isso!
Essas frases fazem parte do cotidiano dos centros cirúrgicos quando existem procedimentos com utilização de OPME/DMI. Existe uma tensão e pressão sobre a equipe de Enfermagemquando o assunto são as etiquetas, lacres ou embalagens dos produtos, e nem sempre a equipe multidisciplinar tem a devida orientação da importância da guarda desses itens.
Afinal de contas, para que guardar etiquetas, lacres e embalagens de produtos? Porque os convênios não remuneram esses itens se não estiverem fixados no prontuário do paciente?
A rastreabilidade de OPME/DMI é divulgada fortemente entre os profissionais que atuam na auditoria e faturamento de contas hospitalares, porém percebo que as áreas assistências não recebem a devida orientação, área essa de extrema importância, pois todo o processo de captação das informações inicia na área assistencial. Ao não conhecer a sua real importância no pr…

Limpeza hospitalar: A importância da realização com responsabilidade

A limpeza hospitalar é uma das medidas mais eficazes na prevenção e controle para romper a cadeia epidemiológica das infecções. A disseminação de vírus, de bactérias e de diversos fungos se dá através do ar, da água e das superfícies inanimadas. A limpeza e a desinfecção com desinfetantes são eficazes em reduzir a infecção cruzada, veiculada pelo ambiente. 
A limpeza inadequada dos leitos, camas, banheiros e outros ambientes pode trazer complicações a todos que estão nestes ambientes. O paciente pode adquirir uma infecção hospitalar através de objetos e locais contaminados que pode agravar o estágio da doença e aumentar o tempo de permanência no hospital.
A principal finalidade da higienização e limpeza hospitalar é preparar o ambiente, manter a ordem, proporcionando maior segurança favorecendo o bom desempenho das ações a serem desenvolvidas, melhorando assim, a qualidade dos serviços ao paciente.
Os métodos de limpeza devem ser determinados pelo tipo de superfície, quantidade e o tipo …