Bomba de infusão e os cuidados de enfermagem

BI
A bomba de infusão é indicada para todo o paciente com prescrição de infusão em via parenteral ou enteral, nos casos onde se faz necessária a garantia rigorosa do gotejamento dos medicamentos prescritos. 

A bomba infusora é um dos mais práticos recursos habitualmente disponíveis na UTI e/ou Sala de Emergência, e mesmo em algumas ambulâncias modernas. Permite administrar de maneira confiável os fármacos mais delicados de acordo com dosagens de mg/min ou ml/h.

Normalmente utilizada em pacientes que precisam controle rigoroso do gotejamento, tais como: pacientes com ICC (insuficiência Cardíaca Congestiva), Insuficiência Renal, Neonatos prematuros, tratamento com quimioterápicos, drogas vasoativas para controle pressão arterial, drogas cardiovasculares, anestésicos durante cirurgias, administração de insulinas endovenosa. Cito alguns exemplos de drogas que requerem gotejamento controlado: Dopamina, Dobutamina, Adrenalina, Nitroprussiato de sódio, Noradrenalina, KCL (alguns casos) etc. Infusão de dietas (sistema fechado).

Existem diversos tipos e modelos de bomba de infusão, tais como Bomba de insulina, Bomba de PCA, Bomba de Seringa, Bombas peristálticas, Linear Peristálticas, Bomba de infusão volumétricas etc...
Orientações geral para uso da Bomba de infusão (BI)

- Realizar inspeção visual rigorosa do equipamento. 
- Fixar o aparelho no suporte de soro ou colocá-lo sobre a superfície desejada.
- Conectar o cabo de força à rede elétrica (110 a 220V).
- Preencher toda a extensão do equipo com a solução a ser infundida, não deixando bolhas de ar no seu interior, controlando a vazão gravitacional através da pinça corta-fluxo. Preencher primeiro a câmara gotejadora até sua marcação e, após, o restante de sua extensão. Fechar a pinça corta-fluxo.
- Colocar o frasco da solução a ser infundida entre 35-40 cm acima do equipamento. É importante manter essa distância para o perfeito funcionamento do equipamento.
- Encaixar firmemente o segmento de silicone do equipo no aparelho, de modo que os conectores do equipo fiquem justapostos ao suporte de equipo da bomba de infusão, instalando primeiro o conector próximo ao frasco de solução e, após, o conector próximo ao paciente.
- Realizar o encaixe dos conectores, sempre iniciando a instalação do equipo pela parte macia do segmento de silicone e, após, acomodar os conectores. Nunca realizar a instalação do equipo tracionando a extensão do tubo. Instalar tracionando os conectores.
- Encaixar o sensor da bomba de infusão no corpo da câmara gotejadora do equipo, de modo que o sensor permaneça na região central da câmara gotejadora, acima do nível de solução existente em seu interior.
- Abrir a pinça corta-fluxo do equipo.
- Ligar a Bomba de infusão - chave Liga-Desliga., com atenção à rotina autoteste.
- Programar a bomba de infusão de acordo com os parâmetros desejados.
- Trocar o equipo específico a cada 24 - 72 horas de uso contínuo (de acordo com preconizado pelo fabricante ou protocolo hospitalar), tomando o cuidado de sempre fechar a pinça corta-fluxo do equipo antes de desconectá-lo do equipamento.




CLIQUE AQUI e conheça todos os temas que já postamos ]