Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2016

DST - Conhecimento para equipe de enfermagem

As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) são causadas por infecções transmitidas através de portas de entrada (pele, mucosa) devido a uma atividade sexual com parceiro (a) portador de agente etiológico (vírus, bactérias, protozoários) por exposição sexual (vaginal, anal e oral) sem preservativo.
Principais DST: A literatura nos mostra que existem diversas DST, vamos listar as principais que são classificadas como uretrites, cervicites, e verrugas genitais, etc:
•AIDS/ HIV + •Condiloma Acuminado (HPV) •Hepatites virais •Linfogranuloma venéreo •Tricomoníase •Cancro Mole •Doença inflamatória pélvica (DIP) •Herpes •Clamídia e Gonorreia •Donovanose •Infecção pelo Vírus T-linfotrópico humano (HTLV) •Sífilis 

















Aspectos importantes em infectologia:
Sabemos que do ponto de vista epidemiológico as DST tem relevante importância na saúde pública a nível mundial. Pois estudos demonstram a grande quantidade de indivíduos portadores de algum tipo de DST, independente do gênero, idade e situação financeira, contud…

Interpretação de Eletrocardiograma (ECG)

O profissional de enfermagem é essencial no processo diagnóstico e terapêutico em pacientes com alterações cardiovasculares. Para realizar a assistência com qualidade técnica é necessário ter embasamento científico, por isso elaboramos um material interessante sobre interpretação de eletrocardiograma (ECG), vamos estudar!
Revisão da anatomia fisiológica do sistema cardiovascular:
A anatomia cardíaca é descrita como um órgão muscular constituído por câmaras (átrios e ventrículos), válvulas (aórtica, pulmonar, mitral e tricúspide), vasos sanguíneos (artérias e veias), sistema de condução (células nodais, feixe de His e fibras de Purkinje), localizado no centro do tórax. A função do coração é bombear sangue para o pulmão (coração direito) e órgãos periféricos (coração esquerdo). Esta função é vital para a homeostase, é a partir do transporte de sangue que nossas células recebem oxigênio e nutrientes necessários para produzir energia e eliminar toxinas, dióxido de carbono, entre outros.

A pa…

Insuficiência Renal aguda e crônica e os cuidados de enfermagem

Insuficiência Renal Aguda
Perda súbita da capacidade de seus rins filtrarem resíduos, sais e líquidos do sangue. Quando isso acontece, os resíduos podem chegar a níveis perigosos e afetar a composição química do seu sangue, que pode ficar fora de equilíbrio.
Dependendo da severidade e da duração da disfunção renal, este acúmulo é acompanhado por distúrbios metabólicos, tais como acidose metabólica (acidificação do sangue) e hipercalemia (níveis elevados de potássio), mudanças no balanço hídrico corpóreo e efeitos em outros órgãos e sistemas. Pode ser caracterizada por oligúria ou por anúria (diminuição ou parada de produção de urina), embora a IRA (Insuficiência Renal Aguda) não-oligúrica possa ocorrer. É uma doença grave e tratada como uma emergência médica.
três tipos de IRA dependendo do local onde se dão as alterações agudas: antes do rim, no rim e depois do rim: pré-renal, renal ou pós-renal:
Pré-renal: Alteração que ocorre antes do rim, levando à insuficiência funcional ou lesão o…