Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2017

Câncer Gástrico e os cuidados de Enfermagem

A causa do Câncer Gástrico é multifatorial e os componentes de riscos podem ser de origem infecciosa como a infecção gástrica pelo Helicobacter pylori; idade avançada e gênero masculino; hábitos de vida como dietas pobres em produtos de origem vegetal, dieta rica em sal, alimentos em conservas como defumados; exposição á drogas, como o tabagismo; associação com doenças, como gastrite crônica atrófica, anemia perniciosa, pólipo adenomatoso do estômago, acloridria, ulcera gástrica e genética.
O câncer gástrico é o quarto tumormaligno mais frequente entre os homens e o sexto entre as mulheres, segundo estimativa do INCA.
O prognostico geralmente é ruim quando feito tardio, porque muitos pacientes estão assintomáticos durante os estágios iniciais da doença sendo diagnosticados depois da invasão local ou metástase.
O tipo mais comum (mais de 90% dos casos) é o adenocarcinoma: ele pode ocorrer em qualquer local do estômago. O tumor infiltra-se na mucosa adjacente, penetrando na parede do estôm…

Banho de Clorexidina 2% reduz incidência de infecção em pacientes politraumatizados

Segundo informações do estudo realizado em Chicago nos EUA, pacientes politraumatizados podem ter menor chance de adquirir infecção hospitalar quando recebem banho diário com tecido umedecido em gluconato de clorexidina a 2%.
A incidência de infecções de corrente sanguínea chegou a ser 4 vezes menor naqueles pacientes que receberam banho de clorexidina.
Para os pacientes que receberam o banho com clorexidina a incidência de Pneumonia por MRSA (S. Aureus Meeticilina Resistente) associada a ventilação mecânica foi significativamente menor, sendo 3,5 vezes. Já o índice de ocorrência de infecções associadas a ventilação mecânica não foi menor quando analisadas de forma global.
Além dos reduzidos índices de infecção, também os índices de colonização por MRSA e Acinetobacter sp foram mais baixos. Pacientes que receberam banho de clorexidina tiveram cerca de 3 vezes menos chance de colonização por MRSA e 4,6 vezes menor colonização por Acinetobacter sp.
Resta então uma reflexão para repensarmos…

Entendendo o Balanço Hídrico

Em percentual, a criança possui mais água corporal do que o adulto, cerca de 80% do peso e o recém-nascido pode ter ainda mais que isso.
Já uma pessoa adulta tem cerca de 70% do seu peso em água. Isso equivale a quase 50 kg de água em um adulto de 70 kg e cerca de 50 litros de água distribuídos pelo corpo.


Os idosos por sua vez, possuem menor quantidade de água do que os jovens, em média 50% do peso corporal. Isso pode explicar a importância do componente hídrico em nosso corpo e a importância dos mecanismos fisiológicos que mantêm esses volumes líquidos estáveis.
Em condições normais de saúde perdemos água de diversas maneiras: pela transpiração, pela urina, através do metabolismo celular (processo de funcionamento das células que garante a vida) e pela perspiração, que é a perda de água através da respiração e da fala.
Quando estamos nos exercitando, transpiramos muito mais e as perdas da perspiração são muito maiores. 
Também perdemos água em situações não fisiológicas como quando esta…

Retenção Urinária e os cuidados de Enfermagem

A incapacidade da bexiga se esvaziar completamente é dada o nome de retenção urinária. A urina acumula-se no interior da bexiga, distendendo as paredes e causando sensação de peso, de desconforto e sensibilidade dolorosa à palpação da região supra púbica, além de irritabilidade e sudorese.
Capacidade da Bexiga:Adulto: Varia entre 500 a 1000 ml sem representar grandes sofrimentos de sua musculatura. - Entre 150 e 200 ml já existe sinais nervosos que indicam o desejo consciente de urinar. - Em casos graves de retenção urinária, a bexiga chega a conter entre 2000 e 3000 ml de urina. Sinais e Sintomas:- Ausência de diurese pelo espaço de várias horas; - Distensão da bexiga (globo vesical); - Dor intensa, sempre que a distensão da bexiga ultrapassar a capacidade normal deste órgão. Causas mais comum:- Aumento da próstata;  - Constipação,  - Estreitamento e edema da uretra como consequência de parto e cirurgia; - Ansiedade emocional pode afetar a capacidade de relaxamento dos esfíncteres uretrais (qu…

Oxigenoterapia

A administração de oxigênio em concentração superior à encontrada na atmosfera com objetivo de minimizar déficit de oxigênio no organismo é denominada oxigenoterapia.
Diferentes dispositivos podem ser utilizados em tratamentos de incapacidade respiratória apresentadas pelos pacientes.



Cânula Nasal (tipo óculos)
A cânula nasal é um dispositivo de polietileno ou silicone com duas pequenas cânulas, que medem em torno de 1,5 cm, introduzidas nas narinas e que permitem fluxo de oxigênio regulável que não ultrapasse de 6 l/min. Ele é ofertado ao paciente na forma seca até 2 l/min e umidificado para valores superiores em virtude do risco de epistaxe. Resulta em 23% a 30% de fração O2 para o paciente.

Máscara Facial Aberta
É utilizada para a administração de oxigênio de forma umidificada. Recobre o nariz e boca do paciente, mas não possui sistema de vedação. Pode ofertar até 40% de concentração de oxigênio dependendo da velocidade do fluxo que pode variar de 10 a 15 l/m.

Máscara de Venturi
É uma más…

Importância da Enfermagem na Profilaxia de Trombose

A trombose venosa profunda (TVP) é um grave problema de saúde pública, seja pela grande ocorrência nos leitos hospitalares, por suas complicações ou ainda por ser capaz de atingir até pessoas hígidas. O paciente com suspeita ou já diagnosticado com eventos tromboembólicos gera um elevado custo ao sistema de saúde, tendo em vista que são necessários vários procedimentos e exames por imagem, terapia com anticoagulantes injetáveis, a internação deste paciente provavelmente se prolongará e sem contar que mesmo após a alta hospitalar existe necessidade na continuação de uso de medicamentos e ainda há possibilidades de recidivas e possíveis complicações.
Localizadas logo abaixo da pele as veias safenas magnas, safena parva, cefálica, basílica e jugular, são classificadas como veias externas superficiais. Apresentando paredes afinadas, as veias profundas possuem menos músculo na túnica média, ao passo que as veias superficiais e profundas apresentam válvulas que proporcionam o fluxo unidirecio…