Pular para o conteúdo principal

Atendimento ao paciente em terapia renal substitutiva (hemodiálise)


Em todas as clínicas especializadas, faz-se necessário o conhecimento e a experiência adequada para cumprir eficientemente uma rotina de assistência necessária para dar andamento no tratamento de seu público alvo.

Com os serviços de hemodiálise não é diferente, pois é um serviço especializado para atender pacientes em tratamento de terapia renal, em que se encontram clinicamente dependentes desse tratamento, pois suas funções renais estão comprometidas.

Em uma clinica de hemodiálise, os pacientes necessitam ser bem recebidos e encontrar o seu local de tratamento pronto para iniciar o tratamento neste dia, com segurança e todo o suporte necessário.

Para iniciar o tratamento, os pacientes são encaminhados para as máquinas dialisadoras e são submetidos á procedimentos de verificação de peso e pressão antes da terapia.



Além dos procedimentos vistos, existem outros procedimentos importantes, vejamos:

1. Ajustar a máquina de acordo com os dados do paciente
Colocar os dados necessários como UF (ultrafiltração), condutividade, nível de sódio e o tempo são necessários para iniciar o processo.

2. Verificar se o dialisador e linhas estão prontos para o uso
Isto pode ser feito antes do paciente acomodar-se próximo á sua máquina, para verificar se o kit de diálise do paciente está sem o produto químico utilizado para evitar contaminação das linhas (proxitane®,quando o conjunto é reutilizado), pois a presença do mesmo pode causar complicações para o paciente (hemólise). Se for um sistema novo, verificar se está cheio de soro e sem ar, como também aquecido (Ver temperatura prescrita e na máquina).

3. Fazer a assepsia do local da punção ou na região do catéter
É muito importante a limpeza do local onde as agulhas serão puncionadas (fístulas) ou cateter duplo lúmem (cdl).

4. Fazer a punção na fístula artério-venosa e conectar as linhas
Puncionar com muito cuidado e verificar a presença de sangue de acordo com os batimentos cardíacos e retirar o ar liberando um pouco o fluxo de sangue no interior das agulhas e no CDL.

5. Fixar as agulhas, ligar á elas as linhas do dialisador e ligar a máquina em um fluxo baixo, retirando o priming*
Uma diálise efetiva começa com seu início, mas para que isso aconteça devemos levar em consideração esses detalhes iniciais.
Ao verificar que o sangue está chegando ao filtro, ao mesmo tempo que pausa a máquina, fecha a linha por onde está saindo o priming ou a linha do isolador de pressão**(onde ele é conectado á máquina) e conecta á agulha do paciente (linha venosa) e prossegue o tratamento.

6. Monitorar o paciente durante a diálise
Verificar seus sinais vitais periodicamente, principalmente a pressão arterial pela perda de líquidos e eletrólitos que o tratamento proporciona, até o final do tratamento.
Quando se trata de hemodiálise, existem muitas coisas á se falar, mas esses passos são básicos para se proporcionar ao paciente renal o tratamento adequado para que seu tratamento seja o mais tranquilo e humanizado possível.




*priming - Quantidade de líquido no interior do dialisador.
**isolador de pressão - dispositivo redondo com duas roscas centralizadas (anterior e posterior) para conectar o filtro de ar á máquina para controlar a pressão interna da punção arterial (existem máquinas que possuem isoladores de pressão para as duas punções-arterial e venosa).

Contribuiu com este Artigo:


Adones de Souza Mendes
Técnico de enfermagem e graduando em Administração.
Facebook: Adones Mendes Instagram: mendesadones
e-mail: mendesadones@gmail.com






Top da Semana

Drenos e os cuidados de Enfermagem

Algumas cirurgias exigem a necessidade da colocação de drenos para facilitar o esvaziamento do ar e líquidos (sangue, secreções) acumulados na cavidade.
Dreno pode ser definido como um objeto de forma variada, produzido em materiais diversos, cuja finalidade é manter a saída de líquido de uma cavidade para o exterior.
As indicações para colocação de controle de drenos são específicas para cada tipo de dreno. 
Podem ser classificados em: 
- Dreno aberto, ex.: penrose; 
- Dreno de sucção fechada; 
- Dreno de reservatório; 
- Cateteres para drenagem de abscesso.



Dreno de Penrose 
É um dreno de borracha, tipo látex, utilizado em cirurgias que implicam em possível acúmulo local de líquidos infectados, ou não, no período pós-operatório. Seu orifício de passagem deve ser amplo e ser posicionado à menor distância da loja a ser drenada, não utilizando o dreno por meio da incisão cirúrgica e, sim, por meio de uma contraincisão. 
Para evitar depósitos de fibrina que possam obstruir seu lúmen, o dreno de p…

Doenças e Agravos de Notificação Compulsória

A vigilância epidemiológica tem como finalidade fornecer subsídios para execução de ações de controle de doenças e agravos (informação para a ação) e, devido a isso, necessita de informações atualizadas sobre a ocorrência dos mesmos. A principal fonte destas informações é a notificação de agravos e doenças pelos profissionais de saúde.
A escolha das doenças e agravos de notificação compulsória obedece a critérios como magnitude, potencial de disseminação, transcendência, vulnerabilidade, disponibilidade de medidas de controle, sendo a lista periodicamente revisada, tanto em função da situação epidemiológica da doença, como pela emergência de novos agentes e por alterações no Regulamento Sanitário Internacional. Os dados coletados sobre as doenças de notificação compulsória são incluídos no Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN).
Notificação Compulsória: comunicação obrigatória à autoridade de saúde, realizada pelos médicos, profissionais de saúde ou responsáveis pelos estabel…

Arrumação de leito hospitalar

A técnica tem como função proporcionar repouso, conforto e segurança ao cliente. O cliente (paciente) é o elemento principal de qualquer instituição de saúde. 
Considera-se paciente todo o individuo submetido a tratamento, controle especiais, exames e observações medicas. O paciente procura o hospital quando atingido pela doença, cria nele angustia, inquietação, que leva a exagerar o poder e conhecimento sobre os profissionais que o socorrem, muitas vezes torna-se difícil o tratamento do doente, originando problemas de relacionamento (paciente pessoal).
Quando uma pessoa esta doente, precisa de ajuda para muitas das tarefas que habitualmente realiza sozinha. Parte do trabalho das pessoas que se dedicam, ao cuidado do paciente em um hospital é manter agradável o local que o cerca. Ficar em quarto limpo e com tudo em ordem ajudará o paciente a sentir-se melhor e tornará sua permanência no hospital mais agradável.
O leito é um fator importante na obtenção de repouso e conforto, sendo impres…

Sintomas e Tratamentos do Cisto Pilonidal

Cisto Pilonidal é a formação de uma bolsa a partir de qualquer tecido do corpo que pode compreender em seu interior ar, líquido, pus ou outro fluido. O cisto pilonidal é uma doença crônica muito comum, variante do cisto dermoide, e aparece habitualmente na região terminal da coluna vertebral (região sacrococcigiana ou sacrococcígea), conhecida popularmente como cóccix, alguns centímetros acima do ânus.
É muito comum que se encontre cabelos dentro do cisto pilonidal (“ninho de pêlos”), além de fragmentos de pele, glândulas sebáceas e glândulas sudoríparas. Quando o acúmulo desse material resulta em uma inflamação, dando sinais de infecção e pus, o cisto pilonidal é também chamado de abscesso pilonidal. Apesar de ser conhecido por ocorrer na região do cóccix, o cisto pilonidal também pode surgir nos olhos, nariz, axilas, couro cabeludo e ao redor do umbigo. Acomete mais os homens jovens entre 15 e 30 anos.

Os sintomas do cisto pilonidal só existem quando eles inflamam, nesses casos, os pa…

A importância de tomar água

Você sabia que a sede é o primeiro sinal de desidratação? Ela, por sua vez, é um estado que afeta muito mais os tecidos e células do que o volume de sangue corrente. O que fazer? Para homens é recomendável (de idade de 19 a 70 anos) o consumo de 3,7 litros de água, já para as mulheres (de idade de 19 a 70 anos) é recomendável 2,7 litros de água. Cerca de 60% do peso do corpo humano é composto por água. Nosso corpo ao longo do dia vai eliminando todo esse líquido através da transpiração, suor, saliva, urina e fezes, por isso o consumo diário de água é tão importante. 
Benefícios do consumo de água:  * Limpeza do organismo * Controle da pressão sanguínea  * Proteção dos olhos * Proteção dos rins  * Firmeza e beleza da pele * Absorção de vitaminas  * Melhora do funcionamento intestinal  * Transporte de nutrientes para as células 
A água pode ser substituída? NÂO, ou não totalmente. Voce não deve deixar de lado a água para optar por um suco ou refrigerante, a água é extremamente importante para que n…