Últimas Postagens

Sapinho na boca do bebê - O que fazer?


A Candidíase oral (Monilíase), também conhecida como sapinho é uma infecção na boca causada por fungos.  Geralmente, o problema ocorre pelo contato com outro contaminado ou mediante alterações na composição química da boca, que fica alterada por motivos externos, como o uso de remédios.

O diagnóstico do sapinho se dá pela análise dos sintomas. A principal característica é a língua muito esbranquiçada ou amarelada. A parte interna da boca, como gengivas, céu da boca e até os lábios podem ficar com marcas de contaminação – parece um resto de leite que não sai.


CAUSAS
Nosso organismo hospeda uma série de fungos e bactérias que, em condições normais vivem em harmonia. Por algum motivo, seja por estresse ou baixa resistência, eles podem se multiplicar e deflagrar um problema.



SINTOMAS DO SAPINHO
O sapinho pode ser confundido com aftas ou outros tipos de infecções bucais. Confira os sinais, para saber se o problema é de fato a Candidíase oral:
Manchas que conseguem ser removidas, mas deixam pequenas feridas; Manchas brancas na boca; Sabor desagradável; Vermelhidão excessiva nos lábios; Sensação de ardência na boca e Dificuldade de deglutição.

+ Como saber se estou grávida?
+ Tipos de Curativos

COMO É A TRANSMISSÃO?
O fungo causador do sapinho, Cândida albicans, faz parte da flora natural da boca, ele inclusive ajuda na digestão dos alimentos. No entanto, se houver fatores externos que alterem as condições, ele multiplica-se além do normal e causa a infecção. Portanto, quando há má higiene, falta de cuidado com a boca ou uma baixa repentina no sistema imunológico.

Nos bebês o sapinho surge devido falta de higienização adequada de mamadeiras, chupetas e por conta da mania que as crianças têm de colocar todo e qualquer objeto na boca. A infecção é mais comum quando o bebê está na fase de se alimentar de papinhas e ainda faz uso de mamadeira – neste momento da vida o sistema imunológico ainda não está muito bem desenvolvido. 

O uso de antibióticos aumenta a chance do surgimento do sapinho nos bebês, devido efeito colateral que deixa o sistema imunológico mais frágil. 



COMO TRATAR – REMÉDIOS
O tratamento mais comum para o sapinho é feito com os antifúngicos fluconazol ou miconazol. O comprimido deve ser utilizado uma vez ao dia, dentro do prazo de 1 a 2 semanas. Cerca de 90% dos casos têm tratamento eficaz com o uso da substância (NUNCA TOMAR REMÉDIO SEM PRESCRIÇÃO/RECEITA MÉDICA).

Hábitos de higiene são muito importantes para curar a condição. Recomenda-se escovar bem dentes, língua e gengivas, evitar o uso de antissépticos bucais, evitar bebidas alcoólicas e comidas ricas em açúcares.

O tratamento de bebês é feito com o uso de remédio em posologias menores. Além disso, pode-se tentar reverter o quadro de Candidíase somente com técnicas naturais, como o da inclusão de iogurtes naturais no cardápio e bebidas com lactobacilos vivos – duas comidas que normalizam a flora bucal. Também é preciso ter a higiene redobrada, esterilizar (desinfetar) chupeta, mamadeira e talheres após o uso, para evitar a colonização por fungos. As crianças que ainda estão em fase de amamentação também precisam que a mãe tome mais cuidado, fazendo sempre a higienização do bico do seio antes e depois do aleitamento.