<data:blog.pageTitle/> <data:blog.pageName/> | Enfermagem a Profissão do Cuidar

A relevância da Anamnese e as dimensões técnicas e subjetivas no exame físico assistencial de Enfermagem

O trabalho ou exercício profissional é determinante do espaço social das profissões, as quais se inserem na multidimensionalidade dess...


O trabalho ou exercício profissional é determinante do espaço social das profissões, as quais se inserem na multidimensionalidade desse espaço social que é complexo e exigente. A enfermagem é uma profissão crucial para a construção de uma assistência qualificada à saúde, cuja metodologia de trabalho deve ser clara, prática e coerente com a realidade local (BITTAT, PEREIRA, LEMOS 2006).

Há uma crescente preocupação por parte dos profissionais de saúde por busca de conhecimentos teórico, técnico e científicos, diante das responsabilidades na assistência aos pacientes, familiares e comunidades. Segundo Paula (2005), Souza e Barros (1998) apresentam as etapas do processo de enfermagem em seu histórico a anamnese e exame físico, diagnostico de enfermagem, prescrição de enfermagem, evolução de enfermagem como o plano de alta, sendo como instrumento que norteia a assistência permitindo a realização do diagnostico e planejamento das ações de Enfermagem, bem como avalição e evolução do paciente e prescrições e junto à equipe multiprofissional o plano para alta do paciente.

Competências no modo de organizar o trabalho, nas atitudes profissionais integradas aos sistemas sociais  de  relações,  nas  interações múltipla em suas diversas dimensões, abrangências e especificidades (ERDMANN, 2006).

O processo de enfermagem no Brasil, através de Wanda de Aguiar Horta em São Paulo implantou a Teoria das Necessidades Humanas Básicas englobada pela Teoria da Motivação Humana de Maslow na década de 1970 e a Classificação das Necessidades Humanas em biopsicossocial e espiritual de Mohana em 1964; onde possa ser suprida as necessidades assistenciais, lembrando que são enquadradas na metodologia cientifica por etapas: levantamento de dados, diagnostico, planejamento, execução e avaliação, ratificado na Lei do Exercício Profissional, Lei nº 7498/86, no artigo 8º, cabendo ao Enfermeiro:...a participação na elaboração, executar e avaliar planos de assistência, sistematizando, administrando e assumindo o papel na assistência de enfermagem junto a sua equipe.

O Processo de Enfermagem (PE)   é   a    dinâmica    das    ações sistematizadas   e   inter-relacionadas, que viabiliza    a    organização    da assistência de enfermagem. Com uma abordagem  ética  e  humanizada, dirigida  à  resolução  de  problemas, atendendo     às     necessidades     de cuidados de saúde na assistência de enfermagem a uma  pessoa. 

Levantamento Sistematizado dos dados do cliente em sua admissão ou quando na Consulta de Enfermagem denomina se Anamnese como a primeira etapa na aplicação de SAE permitindo ao Enfermeiro através de dados coletados, identificação de problemas, definir diagnósticos, planejamento e implementação em suas ações com a equipe. Segundo Cunha e Barros (2005) apresentou através do modelo conceitual de Horta, quatro tipos de coleta na primeira fase de dados no processo de enfermagem: dados subjetivos, objetivos, históricos e atuais; obtidos por entrevista, observação, exame físico, resultados de exames laboratoriais, revisão de prontuário e informações adicionais de outros profissionais.

No exame físico, busca se por avaliação dos sinais e sintomas, alterações no sistema físico e orgânico dentro do processo saúde-doença, realizado de maneira sistemática do encéfalo podalico e seguimentos do corpo, nas técnicas propedêuticas: inspeção, palpação, percussão e ausculta, usando recursos matérias: esfigmomanometro, estetoscópio, termômetro, diapasão, martelo de reflexo, especulo de Collin, lanternas, otoscopios, luvas de procedimento e estéril, caneta e bloco para anotações ou quando utensílios tecnológicos; ainda na avaliação do exame físico os órgãos do sentido se fazem necessário: visão, audição, tato e olfato.

Este estudo foi motivado durante praticas acadêmicas e quando na vida pratica profissional evidenciou a não aplicação da SAE nas suas etapas correspondentes a anamnese e ao exame físico pelos Enfermeiros.

O objetivo da pesquisa é descrever sobre a relevância da anamnese e as dimensões técnicas e subjetivas no exame físico na assistência pelo enfermeiro. A relevância do estudo possibilitara uma maior adesão e adequação ao tema, fazendo lhe com que sua atuação desenvolva na aplicação do processo nos serviços que resultara em rendimento, agilidade, criatividade e motivação para buscar mais sobre o assunto.


METODOLOGIA

O método adotado segue se uma revisão de literatura para uma melhor compreensão do objeto de estudo. A pesquisa foi desenvolvida através das bases de dados indexadas como lilacs e scielo, livros, revistas; entre os anos 2015 a 2019. De forma que os temas convergentes incluídos e de divergências excluídos conforme já explicitados: relevância da anamnese e as dimensões técnicas e subjetivas no exame físico para assistência de enfermagem.

RESULTADOS E DISCUSSÃO

A formação da Enfermagem é voltada para a assistência, centrada na execução de tarefas e procedimentos sob rígida disciplina desde os primórdios. Antigamente sem bases teóricas e sem fundamentação cientifica, era diretamente tecnicista  subordinada aos saberes médicos. No ano de 1543 foram criadas as primeiras Santas Casas de Misericórdia. Em 1979 criou se o Centro de Estudos e Pesquisas em Enfermagem – CEPEN, focando na assistência curativa em detrimento ao conhecimento cientifico relacionado à teoria e pratica. VIRGINIO e NOBREGA, 2004. 

Segundo Boaventura (2009) com o surgimento do Processo de Enfermagem torna se um instrumento metodológico para um raciocínio mais critico e julgamento clinico, composto por diagnósticos, intervenções e resultados de enfermagem com grande abrangência. Inserida nas escolas de enfermagem no Brasil nos anos de 1970 através de Wanda Horta usando a Teoria das Necessidades Humanas Básicas de Maslow (1970) e Mahona (1964). Primeiro evidenciou “O pensar a realidade, depois descreve o processo de enfermagem e após o aplica”; levando o aspecto central do processo de enfermagem e metodologia da assistência oportunizando o desenvolvimento da enfermagem e a difusão das teorias de enfermagem. 



Segundo Patine, Barboza e Pinto (2004) argumenta que a Lei 7498 de 25 de Junho de 1986, normatizou o exercício profissional estabelecendo os deveres privados do Enfermeiro no planejamento, organização, coordenação, execução e avaliação, prescrição, contidos no histórico de enfermagem onde desenvolvidos pela anamnese e o exame físico que antes somente o medico fazia. Já Longaray, Almeida e Cezaro (2008) acrescentam que na Resolução do Conselho Federal de Enfermagem - Cofen 272/2002 no Artigo 3º, SAE é descrito como parte do prontuário do paciente com as seguintes etapas: histórico de enfermagem, diagnostico de enfermagem, prescrição, evolução e relato de enfermagem. SAE em aplicabilidade, roteiro metodológico e conhecimento técnico-cientifico na pratica assistencial, de abordagem sistematizada da ao enfermeiro autonomia no organizar, planejar, executar e avaliar seus serviços prestados, segundo Kletemberg, Siqueira e Montavani (2006).


Processo de Enfermagem – Representação Esquemática estrutural da SAE, Fonte: TANNURE, 2010

Na visão holística o enfermeiro assiste e avalia o cliente nos aspectos biopsicossociais e espiritual com resgaste dos princípios de necessidades humanas básicas citados por Maslow, Mahona e Wanda. Lembrando que anamneses e exame físico completo favorece a confiança entre o profissional e cliente, na coleta de dados, identificação dos sinais e sintomas. Existe uma grande dificuldades na aplicação da assistência metodológica de enfermagem como instrumento cientifico devido as precárias condições de trabalho, quantitativos insuficientes de funcionários, a não valorização em aplicar SAE por profissionais recém-formados, priorização tecnicista curativa, um grande déficit na abordagem cientifica e preventiva. (FREITAS, NASS, SPONCHIADO, 2008).

Barros, Glashan, Michel (1996) afirma que como parte integrante do processo de enfermagem a anamnese e o exame físico demonstra ser um método sistematizado na prestação de assistência humanizado ao paciente, nas decisões e avaliação dos diagnósticos, prevenção de complicações, tratamento adequado ao cliente. Para que não haja deficiência nos diagnostico de enfermagem, planejamento, implementação e avaliação, ações inapropriados. 

Conforme Patine (2004), Freitas (2008) et al, Anamnese, consiste na pratica clinica em eventos pregressos a saúde, na classificação dos sinais e sintomas na assistência de enfermagem sendo fidedigna quando expressa pelo paciente em sua privacidade, exceto quando é uma criança ou quando o paciente  incapaz.
Na etapa do exame físico a busca criteriosa é essencial por alterações anatomo-fisiológico, sinais objetivos e verificação sobre problemas significativos de saúde, identificar os diagnósticos de enfermagem, subsídios para planejar a assistência, permitindo validação dos achados na anamnese, identificação de problemas, definição de diagnósticos de enfermagem, planejamento e implementação de ações de enfermagem e evolução do paciente tornando fundamental para as ações do enfermeiro, nos descreve (BARROS, GLASHAN, MICHEL,1996).

Realizado no sentido anatômico cefalo pedial, com minuciosa revisão dos seguimentos e regiões corporais. Pires e Méier (2007) dizem que o examinador imbuído de conhecimentos científicos em anatomia, fisiologia, fisiopatologia, diagnósticos por imagem, analises laboratoriais, patologia clinica e semiologia, atendo ao que o paciente expressa e a linguagem não verbal, detectara fácil os problemas assim como agilidade na intervenção. O método quando implementado e sistematizado cientificamente torna a assistência aos pacientes favorável em prevenir, promover, proteger, recuperar e manter a saúde dos usuários. 

GUEDES-SILVA, et. al. (2010) apresenta um estudo realizado   com acadêmicos usando a  SAE constatou   que   (93%)   conseguiram determinar as necessidades primárias   do   paciente   através   da SAE;    e que (87%)    tiveram    uma    maior interação     com     da     equipe     de enfermagem,  organização  da  prática da   enfermagem   e   perceberam   a sequência    lógica    da    assistência; (80%) acreditam que a SAE da respaldo nas   práticas   do   cuidado   e   (67%) na valorização   do    enfermeiro.

Anamnese composta por: Identificação. Queixa Principal (QP). História da Moléstia Atual (HMA). Revisão de Sistemas. História Patológica Pregressa. História Familiar. História Social/ Hábitos de vida. Roteiro para o Registro na folha de evolução clínica. No exame físico geral são avaliados os seguintes itens: Estado geral. Estado mental e nível de consciência. Pele, mucosas e anexos. Avaliação do sono e repouso. Avaliação do estado nutricional. Avaliação da condição de mobilidade. Avaliação das variações dos parâmetros vitais. A linguagem obedece a uma padronização que visa o entendimento entre enfermeiros de todo o mundo: os sistemas de Classificação de Diagnósticos de Enfermagem (North American Nursing Diagnosis Association - NANDA), Classificação das Intervenções de enfermagem (Nursing Interventions Classification - NIC) e Classificação dos Resultados de Enfermagem (Nursing Outcomes Classification – NOC). Para que funcione é necessária à realização acurada do exame físico. (SILVA, VALENTE, SABOIA, TEIXEIRA, 2014).

Considerações Finais

Sob supervisão de enfermeiros a enfermagem cada vez mais tem se profissionalizado e cientifica, deixando o foco tecnicista e trocado o empírico por bases consistentes para uma maior atuação. Com o advento das tecnologias e avanços nas pesquisas a enfermagem tem se apropriado de conhecimentos,, direitos e deveres, responsabilidades essas trazida pelas teorias, protocolos e sistemas que facilita a assistência, preconizando agilidades nas acoes com resultados satisfatórios, quebrando paradigmas de limitações antes imposta pela classe medica.

O profissionalismo da enfermagem se observa pelas leis, resoluções, etc. Onde especificamente nas etapas no processo de enfermagem se observa: histórico e diagnostico de enfermagem, prescrição e evolução de enfermagem, relatório de enfermagem.

Destacando com precisão nas ações de enfermagem a anamnese e o exame físico, instrumento que estabelece vinculo entre o profissional e o paciente, identificação de anormalidades no conjunto de fatores: biopsicossocial e espiritual, se traça metas, prescreve cuidados e avaliação dos mesmo, como esses registro, torna se um grande banco de dados para consultas e aprimoramento evolutivo cientifico e profissional da classe.

REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS

BITTAR, D.B.; PEREIRA, L. V.; LEMOS, R. C. A. Sistematização da assistência de enfermagem ao paciente crítico: proposta de instrumento de coleta de dados. Texto contexto - enferm. vol.15 no.4 Florianópolis Oct./Dec. 2006. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072006000400010 http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072006000400010 
PAULA, J. C; A relevância do exame físico do idoso para a assistência de enfermagem hospitalar. Acta Paul Enferm 2005; 18(3):301-6.
ERDMANN, A.L. Gestão das práticas de saúde  na  perspectiva do    cuidado    complexo. Texto contexto - enferm,  v. 15,   n.  3,  2006 .  http://www.faema.edu.br/revistas/index.php/Revista-FAEMA/article/view/49/278 
SOUSA, V. D.; BARROS, A. L. B; O ensino do exame físico em escolas de graduação em enfermagem do município de São Paulo. Rev. Latino-Americano de Enfermagem 1998; 6(3): 11-22.
ALVES, A. R. Aplicação do Processo de Enfermagem: estudo de caso com uma puérpera. Rev. Brasileira Enfermagem, 2009; 60(3).
COFEN.   Conselho Federal de Enfermagem   Resolução   n. 358,  de  15  de  outubro  de  2009. Sistematização da Assistência de Enfermagem– SAE. Brasília, 2009.
CUNHA, S. M. B.; BARROS, A. L. B. L. Análise da implementação da Sistematização da Assistência de Enfermagem, segundo o Modelo Conceitual de Horta. Rev. Brasileira de Enfermagem, 2005; 58(5): 568-72.
VIRGINIO, N. A.; NOBREGA, M. M. L. Validação de instrumento de coleta de dados de enfermagem para clientes adultos hospitalizados. Rev. Brasileira de Enfermagem. 2004; 57(1): 53-6.
BOAVENTURA, A. P. Ensino Do Processo de Enfermagem: percepção dos alunos do curso de graduação em enfermagem. XI Encontro Latino Americano de Iniciação Científica e VII Encontro Latino Americano de Pós-Graduação. 2007, fev. 19; São José dos Campos (SP), Brasil. São José dos Campos: Universidade do Vale do Paraíba; 2009.
HORTA,  W.A. Processo  de enfermagem.  1.  São  Paulo(SP): EPU; 1979
PATINE, F. S.; BARBOZA, D. B.; PINTO, M. H. Ensino do exame físico em uma escola de enfermagem. Arq Ciênc Saúde 2004; 11(2).
TANNURE, M. C., PINHEIRO, A.M. SAE: Sistematização  da  Assistência de  Enfermagem.  Guia  Prático. 2° Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010.
LONGARAY, V. K.; ALMEIDA, M. A.; CEZARO, P. Processo de enfermagem: reflexões de auxiliares e técnicos. Texto Contexto Enfermagem, 2008; 17(1): 150-7. 
KLETEMBERG, D. F.; SIQUEIRA, M. D.; MANTOVANI, M. F. História do Processo de Enfermagem na REBEn: 1960 – 1986. Esc AnnaNery. Rev. Enfermagem, 2006; 10(3): 478-86.
FREITAS, E. P.; NASS, F.; SPONCHIADO, F. Processo de enfermagem: Uma perspectiva para melhorar a qualidade da assistência [monografia]. Florianópolis. Escola de Enfermagem da Universidade do Estado de Santa Catarina; 2008.
BARROS, A. L. B.; GLASHAN, R. Q.; MICHEL, J. M. L. Bases propedêuticas para a prática de enfermagem: uma necessidade atual. Acta Paul Enfermagem. 1996; 9(1): 28-37.
PIRES, S. B.; MÉIER, M. J. A sistematização do cuidado em enfermagem: uma análise da implementação [dissertação]. Curitiba: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Universidade Federal do Paraná; 2007.
GUEDES-SILVA, D., ARAUJO,    A..A.D.,    CAMPOS, F.A.A. Os problemas da sistematização    assistência    de enfermagem realizada em hospitais    sob    a    ótica    dos acadêmicos. 62º CBEn, 2010.
SILVA, C. M. C.; VALENTE, G. S. C.; SABOIA, V. M.; TEIXEIRA, E. R. O EXAME FÍSICO E O PROCESSO DE ENFERMAGEM: PARA ALÉM DO DUALISMO ENTRE TEORIA E PRÁTICA. Rev. enferm UFPE on line., Recife, 8(supl. 1):2281-6, jul., 2014. https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/9916/10194 


Contribuiu com este Artigo:


Natanael da Silva Ponciano

Formado Enfermeiro pela Universidade Augusto Mota – UNISUAM-RJ.
Licenciado em Biologia pela Universidade Castelo Branco – UCB-RJ 
e-mail: bio_enf.nsp3100@outlook.com

COMENTÁRIOS

BLOGGER: 11
  1. Muito Obrigado meu caro....

  2. Muito Obrigado meu caro.

  3. Excelente trabalho! Parabéns E sucesso!

  4. Muito obrigado e fico feliz pela contribuição....Amém.

  5. Meus parabéns!!!
    Te admiro muito pela sua inteligência!!

  6. Obrigado....fico muito feliz por isso.....meu muito obrigado.

  7. Suas contribuições são pertinentes e significativas na descrição da anamnese e suas dimensões técnicas e subjetivas.
    Parabéns!!!

  8. Obrigado meu nobre......🤗

  9. Boa noite! 👍👍👍

Nome

Auditoria,8,Centro Cirúrgico,21,Dicas de Saúde,13,Doenças,34,Medicamentos,25,Publieditorial,5,Relacionados à Enfermagem,105,Relacionados à Saúde,120,Técnicas de Enfermagem,37,
ltr
item
Enfermagem: A relevância da Anamnese e as dimensões técnicas e subjetivas no exame físico assistencial de Enfermagem
A relevância da Anamnese e as dimensões técnicas e subjetivas no exame físico assistencial de Enfermagem
https://4.bp.blogspot.com/-up3WkasUdu8/XI0-eh21TcI/AAAAAAAAG5k/wp326Xoeal02f-1McAaYix5_pyciRCR1QCLcBGAs/s640/anamnese.jpg
https://4.bp.blogspot.com/-up3WkasUdu8/XI0-eh21TcI/AAAAAAAAG5k/wp326Xoeal02f-1McAaYix5_pyciRCR1QCLcBGAs/s72-c/anamnese.jpg
Enfermagem
https://www.enfermagemnovidade.com.br/2019/03/a-relevancia-da-anamnese-e-as-dimensoes.html
https://www.enfermagemnovidade.com.br/
https://www.enfermagemnovidade.com.br/
https://www.enfermagemnovidade.com.br/2019/03/a-relevancia-da-anamnese-e-as-dimensoes.html
true
7506902372674157562
UTF-8
Carregar todas as postagens Nenhum post encontrado VER TUDO Continuar lendo Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTAGENS VER TUDO RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODAS AS POSTAGENS Nenhuma postagem encontrada Página Inicial Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Oot Nov Dez Aagora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir CONTEÚDO PREMIUM BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhe nas redes sociais PASSO 2: Click no link da sua rede social Copiar todo o código Selecionar todo o código Copiado para área de transferência Não pode copiar códigos / textos, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar