<data:blog.pageTitle/> <data:blog.pageName/> | Enfermagem a Profissão do Cuidar

Importância da mudança de decúbito ao paciente acamado

Mudança de decúbito em pacientes acamados


A Mudança de Decúbito visa proporcionar maior conforto ao paciente acamado, e tem como principal objetivo movimentar e/ou mudar a posição do paciente para evitar complicações devido imobilidade prolongada, contrações musculares e evitar lesões por pressão. 

Lesões por Pressão ocorrem devido a interrupção sanguínea em uma determinada área, que se desenvolve devido a uma pressão aumentada por um período prolongado, ocasionando falta de suprimento de oxigênio e nutrientes nos tecidos.

Prevenção de Lesões de Pressão:
A principal delas é a mudança frequente de posição, pois proporcionam relaxamento alternado dos diversos grupos de músculos do organismo.

Equipe de Enfermagem:
- Executar a prescrição de enfermagem;
- Solicitar auxílio de um colaborador;
- Lavar as mãos.



Procedimento:
- Identificar-se ao paciente;
- Conferir o nome e o leito;
- Orientar o paciente e/ou acompanhante quanto ao procedimento;
- Calçar luvas;
- Cada um dos colaboradores deverá posicionar-se de um lado do leito;
- Com a travessa, mobilizar o cliente para o lado oposto ao qual ele ficará;
- Dobrar o membro inferior oposto ao qual ele ficará;
- O colaborador do lado oposto, deverá colocar uma das mãos no ombro do cliente e a outra na flexão do joelho, puxando-o para cima;
- O colaborador posicionado atrás do cliente, deverá colocar  o "cochin", previamente protegido por um lençol, nas costas do mesmo evitando que retorne a posição anterior;
- Proteger a articulação dos joelhos colocando cochin entre eles;
- Levantar as grades de proteção;
- Deixar o cliente confortável e com a campainha ao seu alcance;
- Deixar o ambiente em ordem.


Decúbito Lateral

- Mover o paciente em um dos lados da cama em decúbito dorsal. O operador deve colocar-se ao lado da cama para o qual o paciente será virado. Flexionar os joelhos do paciente e coloca-lo distal sobre o tronco. 
- Segurar no ombro e no quadril distal do paciente, role-o sobre si para o centro da cama em direção ao operador;
- Apoiar as costas com os travesseiros ou coxins. Posicionar as pernas, estendendo a de baixo e flexionando a de cima e apoiando-as sobre a cama. Se o paciente permanecer nessa posição, colocar um travesseiro de apoio entre os joelhos.
- Apoiar os braços, os pés e as articulações em travesseiros ou coxins em uma posição anatômica e que ofereça mais conforto.
- Ajuste as cobertas e deixe o paciente confortável.
- Deixe sempre a unidade em ordem.
- Realizar anotações no prontuário. 

Decúbito Dorsal

- Manter a cabeça alinhada com a coluna vertebral, utilizar um travesseiro sobre a cabeça e o pescoço.
- Estender discretamente os membros superiores no nível dos cotovelos.
- Flexionar os membros inferiores, colocando um lençol sob os joelhos com um aro de borracha na região sacra.
- Manter os calcanhares livres, colocando um lençol sob as pernas e um suporte na região plantar.
- Prevenir o pé equino, colocando um suporte para manter os pés em ângulo de 90º com a perna.
- Virar o paciente em decúbito lateral com auxílio do lençol móvel.
- Soltar o lençol móvel de um lado.
- Colocar o paciente mais para a beira do leito, no lado oposto ao que se vai virá-lo.
- Cruzar a perna do paciente para o lado que se quer virar.
- Pegar o lençol móvel, enrole e puxe devagar para cima, até o paciente ficar virado de lado.
- Colocar um travesseiro entre as pernas, um para apoiar o dorso e outro no abdome.
- Deixar o paciente confortável e o ambiente em ordem.


Decúbito Ventral

- Primeiramente colocá-lo em decúbito lateral e, em seguida, colocar uma das mãos no ombro e a outra na região coxofemoral, para auxiliar o paciente a ficar na posição adequada.
- Colocar travesseiros sob as pernas, o peito e o abdome, deixando o ambiente confortável.

Importante:
- Trabalhar com movimentos firmes e seguros, utilizando a mão toda e não somente as pontas dos dedos;
- Ter as mãos sempre secas e quentes;
- Nunca movimentar sozinho um paciente obeso ou com dependência total;
- Usar sempre a mecânica corporal;
- Fazer movimentos sincronizados quando há dois ou mais operadores;
- Respeite as limitações do paciente;
- Manter a privacidade do paciente;
- Prestar atenção quando o paciente estiver com infusão venosa.

Para que drenos, sondas e outros aparelhos não sejam dobrados ou retirados em movimentos bruscos, planejar o movimento antes de escutá-lo.

Movimentação Ativa e Passiva

A movimentação ativa é quando o paciente participa gastando energia e fazendo esforço para exercitar seus músculos ativamente. Esse trabalho promove o aumento da força e do tônus muscular, melhorando também a mobilidade das articulações e favorecendo o bom funcionamento intestinal.

Na movimentação passiva não ocorre a participação do paciente: outra pessoa realiza os movimentos por ele, com o objetivo de melhorar a circulação sanguínea, aumentando assim a oferta de nutrientes e de oxigênio dos tecidos, prevenindo a formação de úlceras de pressão, evitando contraturas musculares etc.

A permanência no leito por tempo prolongado acarreta uma série de complicações, como: deformidades, atrofia muscular, complicações pulmonares e circulatórias. O tipo, a quantidade e a freqüência da movimentação passiva devem ser corretamente planejados.

Tipos de movimentos utilizados:

- Abdução: para fora do eixo central do corpo;
- Adução: realizado em direção ao eixo central do corpo;
- Flexão: curvar ou dobrar;
- Extensão: estender ou esticar;
- Rotação: girar, num movimento circular, em torno de um eixo fixo;
- Pronação: virar para baixo em direção ao chão;
- Supinação: virar para cima.

Estes movimentos devem ser realizados nas principais articulações dos membros superiores e inferiores: antebraços, mãos, dedos das mãos, joelhos, cotovelos, coxas, pés, dedos dos pés e tornozelos.

As articulações devem ser exercitadas até o seu limite de movimento, evitando-se forçá-las quando há resistência ou queixa de dor.

O enfermeiro deverá prescrever a mudança de decúbito, avaliando as condições clínicas do paciente.

Anotações de Enfermagem sobre mudança de decúbito do paciente

Registrar:
  • Horário em que foi realizado o cuidado.
  • Em que posição o paciente foi posicionado (dorsal, ventral, lateral direita ou esquerda).
  • Medidas de proteção (uso de coxins, etc.)
  • Sinais e sintomas observados (alterações cutâneas, etc.).




Nome

Auditoria,8,Centro Cirúrgico,20,Dicas de Saúde,13,Doenças,34,Medicamentos,25,Publieditorial,5,Relacionados à Enfermagem,101,Relacionados à Saúde,120,Técnicas de Enfermagem,37,
ltr
item
Enfermagem: Importância da mudança de decúbito ao paciente acamado
Importância da mudança de decúbito ao paciente acamado
Mudança de decúbito em pacientes acamados
https://4.bp.blogspot.com/-9cHm6U_BWTU/WDTigoid3WI/AAAAAAAADVU/bovMNx-JDK05smtMD05l3KndoVJxtHqOwCLcB/s1600/mudanca-decubito-paciente-internado.png
https://4.bp.blogspot.com/-9cHm6U_BWTU/WDTigoid3WI/AAAAAAAADVU/bovMNx-JDK05smtMD05l3KndoVJxtHqOwCLcB/s72-c/mudanca-decubito-paciente-internado.png
Enfermagem
https://www.enfermagemnovidade.com.br/2016/11/mudanca-de-decubito-paciente-acamado.html
https://www.enfermagemnovidade.com.br/
https://www.enfermagemnovidade.com.br/
https://www.enfermagemnovidade.com.br/2016/11/mudanca-de-decubito-paciente-acamado.html
true
7506902372674157562
UTF-8
Carregar todas as postagens Nenhum post encontrado VER TUDO Continuar lendo Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTAGENS VER TUDO RECOMENDADO PARA VOCÊ CATEGORIA ARQUIVO BUSCA TODAS AS POSTAGENS Nenhuma postagem encontrada Página Inicial Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Oot Nov Dez Aagora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir CONTEÚDO PREMIUM BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhe nas redes sociais PASSO 2: Click no link da sua rede social Copiar todo o código Selecionar todo o código Copiado para área de transferência Não pode copiar códigos / textos, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar