Últimas Postagens

Prótese de Quadril e os cuidados de Enfermagem

quadril
A Artroplastia Total Primária de Quadril ou simplesmente Prótese de Quadril é um procedimento cirúrgico que tem como objetivo substituir a articulação natural doente ou fraturada, por uma articulação artificial constituída por materiais não orgânicos chamados implantes protéticos.  
                        
O quadril normal é uma junta formada pela cabeça do fêmur que se articula com uma cavidade da bacia chamada acetábulo ou cavidade acetabular 

As fraturas do colo do fêmur continuam desafiando a ortopedia, e apesar da melhoria das técnicas e dos implantes disponíveis, o número de casos desse tipo de fratura entre adultos jovens tem crescido devido ao aumento da intensidade dos traumas. Entre os idosos, o aumento deve-se ao aumento da perspectiva e da qualidade de vida. As importantes complicações dessa fratura, como necrose avascular e não consolidação, parecem depender da gravidade do deslocamento da fratura, da qualidade da redução e da estabilidade da fixação.


Os componentes de uma prótese de quadril são:

- Componente Acetabular;
- Insert (polietileno, cerâmica metal...)
- Haste femoral
- Cabeça femoral
- Cimento ósseo
- Centralizador 
- Restritor de Cimento (bone plug)
- kit cimentação
- Dreno sucção

obs: as próteses podem ser cimentadas (acetábulo e haste); hibrida (acetábulo parafusado e haste cimentada).



Assistência de enfermagem no pré-operatório

- Realizar o exame físico geral e específico, realizar os exames laboratoriais obrigatórios: hemograma, glicemia, ts-tc, sódio e potássio, uréia e creatinina, tipagem sanguínea, incluindo ECG em idosos. 
- Avaliar a pele com relação à sujidade, afecção epidérmica e preparo da 
pele, . Orientar a importância da lavagem diária com água e sabão da região pubiana e interglútea. 
- Orientar, mostrar e ensinar quanto ao uso de comadre e técnica de eliminação, importância do coxim de abdução do trapézio, do quadro balcânico que facilitará a movimentação no pós-operatório, ensinar a transferência do leito à cadeira de rodas e vice-versa ; ensinar exercícios isométricos (contrações musculares) do quadríceps e dos músculos glúteos e movimentos ativos do joelho, mudança de decúbito.
- Verificar a eliminação intestinal 48hs antes da cirurgia, Orientar quanto ao jejum de 6 a 12 hs antes da cirurgia. Avaliar os sinais vitais.
- No dia da cirurgia ou no intra-operatório deverá ser feita sondagem vesical, com sonda tipo FOLLEY (14 ou 16), possibilitando o balanço hídrico durante o intra e pós-operatório. 
- Encaminhar o paciente deverá ser feito em maca, com o prontuário, exames radiológicos recentes e exames complementares. A cama precisa ser prepara (cama de operado); quanto menor a movimentação no transporte do paciente operado, menor será o risco de complicações como dor e perda da prótese. 

Os cuidados no pós-operatório:

- Elevação da cabeceira, verificar a existência de infusão venosa no braço e dor que, às vezes, pode dificultar a movimentação dos braços e mãos. 
- Estimular ao exercício no pós-operatório de artroplastia total do quadril é de fundamental importância para a prevenção de embolia, trombose, atrofia muscular e deformidades. 
- Posicionar o membro operado é fundamental ao sucesso da cirurgia (Manter o coxim de abdução).
- Mudança de decúbito é um procedimento adotado para prevenção de escaras nas regiões de proeminência ósseas e nas áreas de maior atrito. 
- Sentar no leito; este procedimento deve ser realizado a partir do terceiro dia de pós-operatório. Eleva-se a cabeceira mais ou menos em torno de 60º a 70º, 
retira-se o travesseiro e coloca-se um coxim na região cervical, evitando-se a tendência a inclinar o tronco para frente. 



PRÓTESE DE QUADRIL - VÍDEO DISPONÍVEL NO YOUTUBE