Últimas Postagens

Cloridrato de Amiodarona (antiarrítmico - classe III)

O Cloridrato de Amiodarona atua no coração, controlando as alterações dos batimentos cardíacos, as chamadas “arritmias cardíacas”. 
É indicado para o controle das seguintes arritmias: arritmias ventriculares; arritmias supraventriculares (flutter atrial, fibrilação atrial, taquicardia supraventricular); alterações do ritmo cardíaco associadas à síndrome de Wolff-Parkinson-White.

Nome comercial: 
Amiobal, Ancoron, Atlansil, Miodaron

Apresentação: 
Comprimidos de 100mg ou 200mg. Frascos de 30ml de solução. Ampolas com 3ml de solução injetável.


Dose:
A dose e o uso deste medicamento devem ser sempre orientados pelo médico. 

Dose inicial de ataque: A dose de ataque usual varia de 600 a 1000 mg ao dia durante 8 a 10 dias.
Dose de manutenção: Determinar a dose mínima eficaz, que pode variar de 100 a 400 mg diários.

Considerando a longa meia-vida da amiodarona, o tratamento pode ser administrado em dias alternados (200 mg em dias alternados quando a posologia recomendada é de 100 mg por dia). Também tem sido adotado o esquema de “janela terapêutica”, administrando-se o medicamento durante 5 dias e instituindo intervalo de 2 dias sem medicação.

Cuidados de enfermagem (No ambiente Hospitalar):
- O uso da medicação deve ter início no hospital e sob monitorização contínua por ECG, devido ao início ser lento e o risco de arritmias. Instrua o paciente a tomar a medicação conforme recomendado (prescrição médica) e não interromper o tratamento, sem o conhecimento do médico, ainda que melhore.
- A medicação não deve ser usada em criança, nem durante a gestação ou lactação. Recomenda-se cautela também nos casos de ICC, disfunções tiróidianas e doença pulmonar ou hepática grave.
- Informe ao paciente (e/ou familiares) as reações adversas mais frequentes relacionadas ao uso da medicação e que, diante a ocorrência de qual que uma delas, principalmente aqueles incomuns ou intoleráveis, o medico devera ser comunicado imediatamente. 
- Recomende que o paciente verifique diariamente o pulso e, que diante de quaisquer alterações significativas, comunique imediatamente ao médico.
- Recomende ao paciente o uso de protetor solar e de roupas mais adequadas para evitar as reações de fotossensibilidade, durante a terapia.
- Recomende que o paciente informe ao médico o esquema de medicação anterior ao tratamento ou á cirurgia.
- Pode causar tontura.
- Recomende ao paciente que evite o uso de qualquer outra droga ou medicação, sem o conhecimento do médico.
- Enfatize para o paciente a importância da realização regular dos exames de acompanhamento para determinar o efeito do tratamento e monitorar os efeitos colaterais.
- No início da terapia ou durante o ajuste da dose, monitore: a PA, frequência e o ritmo cardíaco e, diante de qualquer alteração comunique ao médico imediatamente.
- Durante a terapia, monitore: a função pulmonar, possíveis sinais de pneumonite, dispnéia, tosse não-produtiva e pleurite. Imprescindível monitorar a função cardíaca.
- VO: a medicação deve ser administrada durante as refeições, para diminuir a tolerância GI.

Atenção: Se você faz uso desta medicação, NAO indique esta medicação para pessoas que apresentem sintomas iguais aos seus, pois
este pode não ser o tratamento adequado e poderá causar danos sérios à saúde. Só o médico pode avaliar e indicar o tratamento correto. 



Fonte Imagens: Google