Últimas Postagens

Hemorroidas – Causas, Sintomas e tratamentos


Hemorroidas são veias dilatadas e inflamadas no ânus e reto, pode ser interna, quando ela fica escondida dentro do reto, ou externa, quando ela é facilmente identificada ao redor do ânus.

Os sintomas mais comuns são a dor na região, coceira, dificuldade ao evacuar e presença de sangue nas fezes ou fezes endurecidas.  O diagnóstico é feito com a análise dos sinais ou por meio de ajuda médica com exame de colonoscopia.




Tipos de Hemorroidas:

Hemorroida Interna: quando os inchaços das veias ficam apenas dentro do ânus
Hemorroida Externa: quando esse inchaço se projeta para fora.


Classificação:

As hemorroidas são divididas por graus de intensidade e gravidade. Os casos graves são as de grau 3 e 4, na qual as bolhas ficam inchadas e inflamadas, podem estourar e infeccionar outras partes do reto ou ainda causar forte dor no canal anal, considerada semelhante a dor do parto.

Grau I: Sem prolapso, ou seja, não se exteriorizam
Grau II: Há exteriorização, mas há o retorno espontâneo da hemorroida
Graus III: Há exteriorização e é necessário o auxílio manual para retorno ao normal
Grau IV: Há exteriorização e a hemorroida não retorna ao normal nem com auxílio manual.


Sintomas de Hemorroida:
  • Dor anal, principalmente enquanto se está sentado
  • Prurido anal
  • Sangue vermelho vivo no papel higiênico, nas fezes ou no vaso sanitário
  • Dor ao evacuar
  • Um ou mais nódulos endurecidos sensíveis próximos ao ânus
  • Inchaço ao redor do ânus.

Os diagnósticos de casos mais recorrentes de hemorroidas podem pedir um exame de colonoscopia onde será colocado um tubo com câmera para visualizar a região para detectar infecções internas.

Causas:

Estima-se que mais da metade da população acima dos 50 anos sofra deste problema em graus variáveis.

Os principais fatores de risco são:
  • Prisão de ventre (constipação intestinal);
  • Esforço para evacuar;
  • Obesidade;
  • Diarreia crônica;
  • Prender as fezes com frequência, evitando defecar sempre que há vontade;
  • Dieta pobre em fibras;
  • Gravidez;
  • Cirrose hepática e hipertensão portal;
  • Sexo anal;
  • História familiar de hemorroidas;
  • Tabagismo;
  • Ficar longos períodos sentados no vaso sanitário

Tratamentos mais conhecidos para Hemorroidas:

A dor, sangue nas fezes e dificuldades de realizar determinadas atividades são terríveis e as vezes precisam até mesmo de intervenção cirúrgica.

Banhos de Assento com água morna:
O assento na água morna é uma ótima possibilidade de melhorar a circulação sanguínea na região anal e com isso diminuir a formação das bolhas e facilitar que o organismo trabalhe para o combate as feridas. Também gera alivio nas dores.

Uso de Laxantes (de forma controlada):
Em casos em que o indivíduo apresenta-se com fezes endurecidas, os médicos recomendam o uso controlado de laxantes para facilitar a evacuação. Além destes que tem ação mais imediata é muito importante adquirir uma cardápio rico em fibras, elas são capazes de formar uma espécie de gel que abraça os alimentos no intestino, facilitando a formação das fezes e a evacuação.

Pomadas e remédios de uso tópico:
Os cremes e pomadas para hemorroida como Xyloproct, Proctyl e Proctosan podem ser usados com orientação médica, pois lubrificam e anestesiam a região anal. Além do alívio das dores eles ajudam a circulação sanguínea afim de agilizar o tratamento natural das hemorroidas.

Todo o tratamento deve ser acompanhado por um médico que irá receitar o melhor medicamento para cada caso e irá monitorar quanto tempo de tratamento será necessário.

Cirurgia de Hemorroidas: Quando é recomendada?
Nos casos graves em que o paciente não apresenta melhora e sofre com dores agudas, a intervenção cirúrgica pode ser recomendada.

Ligadura elástica: Amarração de um vaso sanguíneo dilatado ou com sangramento com uma tira de borracha para bloquear seu suprimento de sangue, isso faz com que ele seque e caia.

Escleroterapia: Injeção de uma solução salina em vasos sanguíneos ou tecidos
anormais, o que faz com que eles se deteriorem e desapareçam.

Hemorroidectomia: Remoção cirúrgica de hemorroidas dilatadas. O procedimento consiste na remoção das veias inflamadas, tem uma recuperação de nível intermediário, e pode demorar cerca de até um mês para ficar curado completamente.